Andava disciplinadamente, em seu exercício diário, pela pista de corrida no canteiro central da Avenida Gastão Vidigal. Mas o seu corpo era torto. A coluna parecia desgastada. Talvez tivera uma vida desleixada ou sofrida. O treino físico ajuda a mantê-la com energia e vitalidade. Deve ter entre 60 e 70 anos. Mas sinceramente não sei. […]

Read More →

O menino corria alegremente, desviando-se das poças de água artisticamente formadas pela chuva da tarde, e procurando esconderijos entre as árvores frondosas. O objetivo da brincadeira era este mesmo: esconder-se pelo maior tempo possível. Para ele tudo isso era normal, nada de maravilhoso em brincar em um quintal grande e cheio de esconderijos providenciados pela […]

Read More →

Os pés pesam cada vez mais. E não sabe quanto tempo ainda vai andar. Ele observa as fachadas das residências e lembra das fachadas das casas de sua infância. Bem diferentes. As casas de antigamente sempre tinham varandas, e quase nunca muros. As de hoje abdicaram do espaço de convivência porque precisam proteger-se. Tudo é […]

Read More →