Com os braços marcados, ele a segurava. Madeira de lei, pesada, grande. Quem viu a cena dizia que não há coisa mais lamentável. O olhar do criminoso diz tudo sobre sua condição. Olhar triste de quem não deveria estar ali. Ah, mas todos os contraventores dizem o mesmo: “não sou culpado”.   Eu o encontrei […]

Read More →

Deus é improvável. Seus planos são improváveis. Suas ações são improváveis. É da improbabilidade, das mínimas porcentagens de chances, que ele tira suas maiores surpresas. Da costela de um homem, surge sua companheira. De um dilúvio, uma nova chance. A um desconhecido em terras longínquas, uma voz e um mandamento: “sai da tua parentela”; inicia-se […]

Read More →