Silêncio. Quem o busca intencionalmente? Quem o encontra?

No silêncio discernimos melhor as vozes. Somos tomados de coragem para abandonar a tagarelice e os elogios falsos. Somos animados a buscar palavras verdadeiras, e não discursos eloquentes.

Deveria ser o silêncio o passo seguinte ao som; afinal, são irmãos. Um precisa do outro para que a vida seja compreendida.

No silêncio a alma fala mais alto que a carne.

O silêncio faz parte dos planos de Deus. Após o aguardado e temido sétimo selo (Ap 8), veio um profundo e universal silêncio. O silêncio também é revelação.

Nem perguntas, nem respostas. Há momentos em que o melhor é o silêncio. Ele ilumina as perguntas e as respostas.

Que o silêncio me encontre.