Culto de encerramento no dia 31 de julho celebrará os 119 anos de existência da denominação e será aberto ao público

 

A Igreja Presbiteriana Independente do Brasil (IPIB) reúne em Maringá (PR), a partir desta quarta-feira (27/7), sua XII Assembleia Geral, com cerca de 200 líderes de todo o Brasil. Os participantes (pastores/as e presbíteros/as) são representantes de todas as regiões de país. Têm a responsabilidade de discutir e decidir sobre temas diversos relacionados à identidade e missão da IPIB.

A IPIB é uma igreja de tradição reformada. Começou sua trajetória histórica há 119 anos, no dia 31 de julho de 1903, como resultado de uma cisão da Igreja Presbiteriana do Brasil. Foi a primeira denominação a assumir uma identidade brasileira. Suas raízes remontam à Reforma Protestante do século XVI, sob a liderança de João Calvino, na cidade de Genebra, na Suíça.

Congresso de Pastoras e Assembleia Geral

Antes da reunião Assembleia Geral, a IPIB promove o 1º Congresso Nacional de Pastoras, desde segunda-feira (25/7), reunindo 55 pastoras de todo o Brasil e de outros países, em um evento inédito que vai até quarta-feira (27), no auditório de Odontologia da UniCesumar, em Maringá (PR). Já a XII Reunião Ordinária da Assembleia Geral será no espaço próximo: no Ginásio de Esportes do Colégio Objetivo. O tema é “Por Uma Igreja Corajosa – com valor, sem temor”. O culto de abertura será às 20h, na quarta-feira (27/7), e o de encerramento às 10h, no domingo (31/7). Ambos são abertos ao público e o de encerramento celebrará os 119 anos da denominação. O atual presidente da Assembleia Geral é o Rev. João Luiz Furtado, pastor há 39 anos e membro do Presbitério de Botucatu (SP). A expectativa de público para o culto de encerramento é de 1.000 pessoas de Maringá e região.

A IPIB possui 553 igrejas locais, aproximadamente 100 mil membros em todo o país e mais de 1.000 pastores/as.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.