Hoje, 21h.
O vento varre as palavras longas, difíceis.
Sobram 280 caracteres
Faltam os 144 mil sobreviventes de Apocalipse.

A faca que me fere diariamente
Limpa também os galhos da pitangueira.

O sangue que jorra
Acolhe outros, dispostos a sorvê-lo.

E as palavras ficam
Intrincadas no emaranhado de ideias.

Mais órfãs do que eu mesmo.

Leave a Reply to Lissânder Dias Cancel Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.