Série #PequenosPoemasDeNatal

Ele está nos braços,
Grita na penumbra da manjedoura,
Chora por comida, por bebida.

Seus olhos se abrem.
Os magos o veem, o adoram.
— Abrirá ele outros olhos, abrirá almas.

Desarmará corações impiedosos,
Destronará reis autoritários,
Plantará esperança na sequidão da vida.

Ah, pequeno! Se soubéssemos quem és!
Nunca mais desprezaríamos a aurora.
Jamais perderíamos a fé.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.