Por Jeferson Cristianini

Um dos desejos mais íntimos do ser humano é ser feliz e a busca pela felicidade é canalizada de diversas maneiras.

Em nosso tempo, o anseio hedonista no cenário da pós-modernidade – que ensina e estimula as pessoas a buscarem o prazer a todo custo – é um dos sinais da busca pela felicidade. Essa maneira de buscar a felicidade e os prazeres da vida acaba escravizando e fazendo as pessoas reféns de uma busca sem fim, pois os prazeres dessa vida não podem preencher o vazio existencial do ser humano.

É triste, mas a humanidade busca respostas em fontes que não podem satisfazê-lo e fazê-lo feliz. São prazeres efêmeros, fúteis e fugazes. São prazeres passageiros que deixam algumas consequências desagradáveis. Em contraponto à busca sem fim e à insatisfação interior, o pastor Steven Lawon, de maneira certeira e objetiva, disse: “A maior alegria da vida é conhecer Jesus Cristo. A segunda maior é torná-lo conhecido”.

A Bíblia nos mostra o plano eterno de Deus e seu projeto de redenção da raça humana, e assim somos direcionados a pensar e olhar para a eternidade. Aprendemos a tomar uma decisão nessa vida que vai impactar nosso destino eterno, pois uma vez que cremos em Jesus e confessamos que ele é o Senhor temos a certeza da vida eterna, ao passo que negá-lo nesta vida é ter a certeza do destino do inferno.

Somos chamados e convocados a tomar uma postura de fé e crença em Jesus e na sua obra. Os que se entregam a Jesus e começam a trilhar o caminho do discipulado cristão gozam de uma alegria indizível. É a alegria da salvação. Alegria de saber que nosso futuro está seguro, que estaremos com o Senhor na eternidade. Alegria por ter o nosso nome escrito no livro da vida. Alegria por ter nossa vida, aqui e agora, marcada pelos padrões eternos. Alegria por saber que estaremos diante do trono de Deus e diante de Jesus em adoração plena. Alegria por saber que seremos libertos do pecado, e de sua contaminação. Alegria por não sofrermos mais com doenças e enfermidades, e nem com a dor da morte. Alegria por viver para o louvor da glória de Deus e desfrutar de Sua presença santa.

A maior alegria da vida é conhecer a Jesus Cristo, pois Ele é o mediador que nos leva ao Pai, que nos reconcilia com Deus, que nos oferece a salvação e perdão, que nos liberta das garras de Satanás, que nos garante cuidado e proteção. A maior alegria é ser ovelha de Jesus e saber que ninguém pode nos tirar de suas poderosas e amorosas mãos. A maior alegria é saber que nossa vida está escondida em Cristo Jesus, que Ele é o nosso Senhor e Salvador, e assim não sofremos mais com a culpa da condenação eterna e que nossa vida será guiada por Ele, segundo a vontade de Deus. Não há alegria maior do que conhecer a graça de Deus por meio de Jesus, e ter a oportunidade de reescrever nossa história segundo os padrões do reino dos céus.

A alegria de conhecer a Jesus deve nos levar ao compromisso de fazê-lo conhecido por outras pessoas. Jesus, nosso Senhor, nos deixou a linda e nobre missão de divulgar o evangelho de Deus que conta que Ele nos ama e que o seu Filho é o nosso Salvador. Jesus nos deixou a missão de pregar o evangelho a toda criatura, e se queremos que nossos familiares, vizinhos, colegas de trabalho ou da faculdade tenham a mesma alegria que temos, devemos apresentar Jesus a eles. Essas pessoas pensam que a felicidade é adquirida durante a jornada da vida e nós sabemos que a facilidade plena, segundo a Bíblia nos mostra, se dá quando conhecemos a Jesus.

A segunda maior alegria nessa vida é levar uma pessoa aos pés de Jesus e vê-la desfrutando da mesma alegria que invadiu nosso coração e dissipou as trevas levando-nos para a luz. Quando saímos das trevas e vemos a luz de Deus raiando sobre nós é que passamos a enxergar a vida pela ótica da cosmovisão cristã, vemos como estávamos cegos e como é bom enxergar o mundo pela lenta da alegria de ser filho(a) de Deus e de servi-lo divulgando o Seu amor.

É uma alegria incrível levar pessoas cansadas e sobrecarregas a descansarem em Jesus sabendo que Ele promete um fardo suave e que Ele promoverá descanso para a sua alma. É uma alegria maravilhosa levar os aflitos, ansiosos e desesperados à presença de Jesus sabendo que Ele cuidará dessas vidas e concederá a alegria da vida com Deus. É uma alegria imensurável levar as pessoas a conhecerem a Jesus para serem pastoreadas por Ele e desfrutarem de sua paz e de sua alegria completa. A alegria de Jesus não é como a alegria do mundo, pois a alegria de Jesus é completa. Não é uma alegria de um momento, uma alegria sazonal, mas é uma alegria perene, alegria constante. Alegria eterna. Alegria completa.

É claro que, andando na presença de Deus, Ele concede outras alegrias a nós, mas o evangelho nos ensina que as demais alegrias da vida decorrem dessas duas grandes alegrias da vida: conhecer a Jesus e fazê-lo conhecido.

Se você ainda não conhece a Jesus, não se detenha e desfrute da maior alegria da vida. E, se você já o conhece, divulgue a alegria de conhecê-lo.

Que o mundo seja mais alegre conhecendo a Jesus. E que o crente desfrute de alegria completa cumprindo a missão de apresentar Jesus às pessoas.

  • Jeferson Rodolfo Cristianini é pastor da Igreja Batista Nova Canaã Sorocaba.

Saiba mais:

» Prática da alegria
» Alegria, alegria, por favor, edição 396 de Ultimato
» Quando a Alegria Não Vem Pela Manhã, de Ricardo Barbosa

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.