Por Ioná Nunes

Relacionamento é como uma planta, se você não cuidar, morre. É necessário que ela receba água, luz e adubo diariamente para crescer com saúde e se tornar uma árvore que dê bons frutos. É certo que Deus não precisa dos seres humanos, mas os fez para a Sua glória, para terem um relacionamento com Ele.

Desenvolver uma amizade é algo que demanda tempo de qualidade para conhecer e se deixar conhecer. A consequência da convivência não é nada mais nada menos do que a confiança e a segurança para ser vulnerável. Com um casal de namorados não é diferente, só é mais intenso porque o tipo de amor envolvido é diferente. E com o Senhor? Estou certa de que sem outros relacionamentos é possível viver, mas e sem o Criador?

Deus não é apenas nosso Senhor, Ele é também nosso Pai. Um Pai que deseja se relacionar com seus filhos porque sabe que eles necessitam, por isso nos deu um meio de chegarmos até ele: Jesus. Por sua causa podemos nos achegar confiadamente ao trono da graça (Hb 4:16), o véu que nos separava de Deus foi rasgado (Mt 27:51) e agora podemos desfrutar de sua companhia. Para cultivarmos esse relacionamento, o Senhor nos deixou sua Palavra e a oração. A prática diária desses dois exercícios nos leva ao conhecimento profundo de Deus.

Geralmente, 24 horas é pouco para dar conta de todos os afazeres, são dias em que correr é novo caminhar, porém seu tempo com o Senhor não pode ser negligenciado. Tenho algumas sugestões que podem te ajudar a ter um tempo de qualidade com Deus.

Separe uma hora do dia em que você sabe que terá um tempo a sós produtivo, escolha um horário em que você estará livre e aproveite para se debruçar sobre a escritura. Seja de manhã antes de se arrumar para o estágio, à noite quando você chegar, ou naquela hora da tarde em que você não tem aula. Não importa onde ou quando, caso esteja com tempo livre, faça isso.

Tenho uma amiga que trabalha, estuda e divide o quarto com suas irmãs e por isso não tem privacidade para ter um tempo a sós apropriado com Deus. Sabe o que ela faz? O percurso do ônibus da universidade até sua casa é longo, então ela põe seus fones de ouvido e lê a Bíblia e ora ali mesmo. É tudo uma questão de compromisso.

Josué recomendou que meditássemos na Lei de dia e de noite (Js 1:8), ou seja, que elas não saíssem do nosso pensamento. Lutero considerava perdido o dia em que não era possível fazer isso. Deve-se tirar um tempo para absorver o que você aprendeu, mas não se pode pular etapas, antes de meditar é preciso ler atentamente. Você pode parar e meditar a medida que algo lhe chamar a atenção e em seguida orar.

Jesus nos deixou um modelo de oração (Mt 6:9-13) e exemplificou que devíamos fazer isso. A Bíblia narra inúmeras ocasiões nas quais ele se ausentou para falar com o Pai Celestial (Mc 6:46; Lc 6:12, 11:1; Mt 14:23, 16:44). Paulo diz que devemos orar sem cessar (1 Ts 5:17). É essencial que separemos um momento do dia para ouvir e falar com o Senhor, mas Jesus nos deu livre acesso. Então não é só quando estamos devidamente a sós com Ele que podemos orar, isso pode ser feito durante o dia todo em qualquer lugar, situação ou hora.

Não são essas sugestões que farão você crescer espiritualmente, mas o fato de você orar ao Senhor pedindo que Ele te ajude a ter uma prática devocional constante e confiar que se Deus é o mais interessado em seu amadurecimento, certamente o ajudará.

A oração e a leitura da palavra só são possíveis porque o Senhor nos concede essa graça (1 Co 15:10a). O querer e o efetuar vem do Senhor (Fp 2:13), então a chave que abre a porta de uma vida devocional equilibrada é a dependência de Deus. Antes de qualquer coisa, fale com o seu Pai, coloque isso em Suas mãos e esteja certo de que Ele se deixará ser encontrado e conhecido por você.

  • Ioná Nunes, 24 anos. É jornalista e congrega na Igreja Cristã Evangélica.

Leave a Reply to Arine Cancel Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.