Ana Cecília Rocha Veiga

Associação Brasileira de Música Cristã

Crédito: Associação Brasileira de Música Cristã

Nos últimos anos conduzimos uma pesquisa sobre a dança na Bíblia e no contexto cristão. Segundo nossa leitura integral, bem como consultando diversas fontes, concluímos que a Bíblia em português possui 26 citações diretas sobre dança.

Ou seja, na grande maioria das traduções, por 26 vezes a palavra “dança” aparece explicitamente, sendo estas citações por nós classificadas de acordo com o sentido que a palavra possui no contexto em que se encontra:

– A dança como sinônimo de alegria (10 textos)
– A dança em comemorações de vitórias (5 textos)
– Danças realizadas para fins pagãos (4 textos)
– Dança de Davi (3 textos)
– Dança em salmos de louvor (2 textos)
– As filhas de Siló que foram raptadas enquanto dançavam (1 texto)
– A dança da Sulamita em Cantares (1 texto).

Se tem algo que nos parece claro em nossa pesquisa é o quanto a sociedade do período bíblico incorporava a dança em suas atividades festivas. Na parábola do filho pródigo, Jesus narra o retorno deste ao lar, que foi celebrado com músicas e danças. Portanto, em nossa interpretação, não encontramos nenhuma crítica ou desabono à dança per si, nem no Velho, nem no Novo Testamento.

A despeito deste fato, não há, em toda a Bíblia, nenhum relato de que as danças faziam parte da liturgia, nenhuma instrução a este respeito nas recomendações detalhadas do Pentateuco, descrições estas que englobam desde os utensílios às inúmeras obrigações litúrgicas dos levitas. Se houvesse dança como parte do culto, por que justamente este fato passaria despercebido, sem nenhuma menção em toda a lei minuciosamente copiada?

Também é digno de nota que a dança praticamente não é mencionada no Novo Testamento, nunca em contexto litúrgico ou religioso, não aparecendo nas inúmeras cartas de Paulo, onde os ministérios diversos da igreja primitiva estão fartamente documentados. Assim, não encontramos qualquer embasamento bíblico para a incorporação da dança nos cultos contemporâneos.

Em geral, duas passagens bíblicas principais têm sido utilizadas para justificar esta inclusão. A primeira refere-se à dança de Davi. Entretanto, Davi nunca dançou na cerimônia de culto, mas sim nos festejos que levavam a arca até Jerusalém. Uma leitura integral e atenta dos capítulos referentes à dança de Davi não deixará dúvidas de que ocorreram antes, na grande festa, não sendo mencionada nenhuma dança durante o culto conduzido após a chegada da arca ao seu destino final. A segunda refere-se aos Salmos 149 e 150, onde o salmista nos conclama a louvar a Deus com danças. Não há consenso em relação à tradução da palavra “dança” nestes versículos, que também pode ser sinônimo de “flauta”. Independentemente disto, trata-se, claramente, não de um louvor litúrgico, mas de um convite ao louvor de modo mais amplo, louvá-Lo no firmamento, louvar a Deus com a nossa existência. Todo ser que respira louve ao Senhor! Dentro desta perspectiva, tudo que fazemos em nossa vida, fazemos para louvor e glória de Deus, inclusive enquanto dançamos… por que não?

  • Ana Cecília Nascimento Rocha Veiga nasceu num lar cristão, onde aprendeu a amar as Escrituras. Casada com o médico Alberto Nogueira Veiga, com quem compartilha a alegria de ser mãe do pequeno Mateus. É professora da Universidade Federal de Minas Gerais e assessora auxiliar na Aliança Bíblica Universitária de BH. Membro da Igreja Metodista Congregacional onde, juntamente com seu esposo, leciona no Curso de Noivos.

 

Nota: A pesquisa sobre o assunto pode ser lida e baixada, na íntegra, no blog da autora: www.missionariosdocotidiano.org

 

  1. nem a dança nem a palma faz parte da liturgia do culto,no qual só faz parte: leitura ,oração e louvor,a palavra dança na Bíblia se refere a um instrumento que existia na antiguidade ,não se referindo a movimentos corporais,na parábola do filho prodigo,diz que o filho que voltou do campo ouviu o som das musicas e da dança,só que dança não se ouve,se ve.que Deus abra o vosso entendimento…

    • Paulo Henrique Tarantino de Macedo

      Obrigada amada irmã, pelo estudo bíblico, esse amor que tem pôr nós demonstra que têm a marca de CRISTO JESUS, nosso senhor
      Eu pesquisei sobre esse assunto, encontrei uns argumentos em relação a isso:
      Salmo 149:3; 150:4- Ambas as passagens mencionam que podemos louvar ou adorar a Deus através da dança. 1 Coríntios 6:19-20- Nossos corpos pertencem a Deus e são o templo do Espírito Santo. Então, tudo que fizermos deve ser para honrá-lo.
      Dançar para chamar atenção para si mesmo ou ao seu corpo, portanto, seria pecaminoso.

  2. Salmo 149:1-3, responde ao comentário acima.

    “Louvai ao SENHOR. Cantai ao SENHOR um cântico novo, e o seu louvor na congregação dos santos.
    Alegre-se Israel naquele que o fez, regozijem-se os filhos de Sião no seu Rei.
    Louvem o seu nome com danças; cantem-lhe o seu louvor com tamborim e harpa.”
    Salmos 149:1-3

  3. Prezado Hélio, você concluiu a leitura do meu texto? Nele eu digo que não encontro nenhum embasamento bíblico para a inclusão de danças no culto. Portanto, concordamos. Creio que você deva, de repente, ter desistido da leitura antes de concluí-la… Obrigada pelo seu comentário.

  4. Prezada Thaís, em meu site, Missionários do Cotidiano, publiquei uma extensa pesquisa bíblica sobre o tema “dança cristã”. Nela eu elaboro detalhadamente uma análise sobre o Salmo 149, que tem sido utilizado de forma equivocada, a meu ver, para justificar a dança nas liturgias cristãs. Se puder, por favor, confira lá… Obrigada pelo seu comentário.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *