A enfermeira Hellen Rodrigues de Oliveira tem 27 anos e resolveu servir a Deus e ao próximo no Nepal. Ela está na região de Surkhet (há 400 quilômetros da capital Katmandu), trabalhando com a JOCUM (Jovens com uma Missão) da Austrália. Hellen nos concedeu a seguinte entrevista sobre como está a situação no país.

**

Ultjovem_29_04_15_HellenVocê sentiu o terremoto? Pode descrever o momento?
Sim, senti. Foi um pouco assustador, mas ao mesmo tempo um pouco irreal porque não foi muito forte e não tínhamos noção do que tinha acontecido em Katmandu (capital), da magnitude do terremoto.

Onde você estava quando o terremoto aconteceu?
Estava em uma vila, distante aproximadamente 400 km do epicentro do terremoto.

Qual a sua situação agora?
No momento, estou em uma região chamada Surkhet, distante de Katmandu. Mesmo assim, percebemos o medo das pessoas e vemos alguns reflexos do terremoto: famílias perderam tudo, pessoas sem condições de reconstruir suas casas por falta de mão-de-obra e material, e muitos querendo ir ajudar seus familiares, mas com dificuldade porque algumas estradas estão inviáveis.

Como o governo está reagindo e agindo? O governo está trabalhando bem para socorrer as vítimas?
Infelizmente não tenho informações sobre isso. A única informação que tenho é que o governo decretou que todos devem dormir do lado de fora de suas casas.

Como a igreja está agindo aí? Há boas ações ou os cristãos não estão mobilizados para ajudar?
Também não tenho muitas informações. Sei de uma organização cristã chamada Rescue Net que está atuando nesse momento com uma equipe médica em Katmandu.

Como a igreja brasileira poderia ajudar, de imediato?
Orações e doações são muito bem vindas. O site da Rescue Net International é uma opção pra doar.

***

Leia também
Lista de organizações cristãs que estão socorrendo a população do Nepal

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.