O que você está fazendo agora? É algo que você realmente ama? Milhões de pessoas, nesse exato momento estão fazendo exatamente o que lhes faz feliz.

Nós passamos grande parte da nossa vida trabalhando! E qualquer emprego tem o potencial de nos deixar loucos. A verdade é que o jeito que trabalhamos influencia novas tendências e comportamentos na sociedade. Você sabia que existem jovens que entendem essa realidade? Sim, eles são chamados “millennials” e representam a nova força de trabalho global.

Assista ao vídeo e saiba mais sobre quem estamos falando…
Video not available

  1. Primeiro, tente assistir ao vídeo sem a música. Isso fará toda a diferença no impacto que ele tem sobre você….

    Agora, convenhamos, começar um vídeo dizendo que “tem milhares de pessoas fazendo justamente o que amam” é muito “use filtro solar” pra mim! A vida não é resumida nisso, existem fatos que ninguém pode explicar a felicidade que eles trazem sem pensar que o mais importante é o amor ao próximo e não ao que se faz! *(Não! Eu ainda não tô viajando.. rs)

    Pensa bem no casal que decide ter um filho? Me explique o prazer que rege essa experiência sem se referir ao amor ao próximo? Acho que é uma das maiores demonstrações de não fazer “exatamente” o que ama pra poder demonstrar amor por alguém… *(Ok… O que eu escrevi nesse parágrafo é estranho, mas pra mim faz sentido com essa definição absurda de “fazer o que ama” que o vídeo traz!)

    Bom, voltando ao vídeo, o camarada lança a seguinte frase: “qualquer emprego tem o potencial de te deixar louco” e eu completo pra ele, inclusive o emprego que você ama! (rs) Não tô querendo dizer que você deve fazer somente “o importante” e deixar aquilo que ama de lado, eu mesmo, amo dar aulas e me peguei com o sangue talhado várias vezes nesse fim de período! Continuando.. Agora, ele vem com uma conclusão que o lado positivo de trabalhar são as férias, e eu te pergunto: é isso mesmo!? Oo… Pra mim, não é!

    Aí ele enche a tela de “gatinhas”, uma galera curtindo a vida e começa a fazer A Propaganda dos “Milenistas”… Expõe um monte de dados que comprovam (não vi fontes) que se você é um “jovem milenista” então você é interessante, elogia a mentalidade deles e começa a comparar “Milenista” com “Baby Boomers”, expondo o modo de vida dos “BB” como sendo ruim. Seja sincero comigo, você acha que é ruim saber quando o seu trabalho começa e quando ele termina? Eu não acho… Gostaria muito de saber que não vou ter que gastar mais um sábado corrigindo provas! Nessa hora eu acho que a frase do C.S.Lewis, que o Pedro citou encaixa como luva: “A única diferença de uma coisa para uma coisa velha, é que a nova foi menos testada que a velha”.

    Ah… Ele cita algumas (pequanas, pequeninas e tímidas) verdades também, mas eu já tava achando discordando de muita coisa, então demorei a aceitar elas! rsrs

    Mas quando ele fala de recompensa, o que ele mostra? Só velinho e velinha curtindo à vida aos 103 anos de idade!Por quê? Porque ele já sabe que ninguém quer esperar ter 90 anos pra poder fazer algo que gosta! ¬¬’

    Depois ele vem com a “geração X”, e com o mesmo papo no estilo “vamos tirar essa de letra também!” Não vou comentar muito porque já parece que tô escrevendo um artigo, mas aí ele só mostra gente trabalhando e com cara de preocupado, lá pelo fim fala que são “individualistas” e mostra uma galera meio retrô “curtindo” a vida!

    Aí é hora de vender o peixe (de novo)! E pra isso, vamos às imagens da galerinha jovem, curtindo a vida adoidado (esse filme é massa demais! rs), aproveitando cada segundo, frases de efeito do tipo “é importante o caminho e não o destino final” (pra mim os dois são importantes!), e de repente ele saca um “ironicamente” e manda brasa em quem é que pode conceber tudo de bom na vida! E adivinha quem é? É claro que não é a Mega-sena, e nem o filme do Pelé, é a geração de garotos imprevisíveis, os “Milenistas”… Ah.. Sério!? Que surpresa! *(Só que não!)

    Bom… Agora ainda temos 5 minutos de vídeo pra rolar e o que é que se vê? Só gente bonita, e coisa boa acontecendo, porque “that is what Millennials are all about!” E aí a definição de sucesso vira aquilo que o homem sempre procura, que é “o prazer”! Bom, eu sei onde podemos ter prazer pleno e que nenhum outro vai substituir, qualquer coisa me manda uma mensagem que te falo, vou dar só uma dica, o nome dele é Jesus! *(Não, eu não tô tentando espiritualizar tudo, mas o vídeo exige uma resposta!)

    Voltando pro vídeo, o que ele fala ali da geração de Milenistas, na minha opinião, é algo que sempre pode ser falado do ser humano, basta olhar nossa história, o ser humano é criativo e é por isso que ele evolui e muda muito o cenário ao seu redor, isso não é privilégio dos Milenistas. É a verdade da nossa história…

    Outra coisa que não me passa pela garganta é ele defender os defeitos dessa geração! CÁMON!! Fala que “projetos à longo prazo não os estimula” porque “eles precisam de feedback constante pra sentir que seus esforços valem a pena”, eu chamo isso de imediatismo desmedido e, na minha louca opinião, contradiz com o fato dele elogiar à confiança dos Milenistas em novos projetos! Fiquem à vontade pra discordar…

    Bom.. Vou parar nos 6:15 do vídeo! Senão escrevo outra dissertação e eu já defendi uma esse ano!

    Só escrevi isso tudo pra gente pensar um pouquinho mais nisso aí…
    Incentivo que discordem pra eu poder (re)pensar minha visão do que vi ali!

    Mas se encaramos o vídeo apenas como uma propaganda então devo dizer que ele é ótimo! heheheh
    E eu tenho que confessar que não gostei de ver ele sem música… Anotei a outra metade da trilha sonora que eu não conhecia porque é bem boa! =D

    PS: A coisa ainda fica mais feia quando ele começa a falar que “basta ter seu perfil online atualizado e atraente”… #facepalm <- Digita isso no google, plz!

    PS2: Ele fala "amar o trabalho é a única forma de viver uma vida plena!"… Really!? U kidding me!?

    É isso…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.