Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios; e Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, Suzana e muitas outras […] lhe prestavam assistência com os seus bens. (Lucas 8.2-3)

Embora nascido em Belém, na Judeia, Jesus foi criado em Nazaré, na Galileia. Ali iniciou o seu ministério. Nessa mesma região, ele curou algumas mulheres de espíritos malignos e de enfermidades. De Maria Madalena, por exemplo, saíram sete demônios. Entre muitas mulheres da Galileia, os Evangelhos citam Joana e Suzana (Lc 8.3), Maria (mãe de Tiago, o menor, e de José) e Salomé (Mc 15.40-41). Joana era esposa de Cuza, procurador do rei Herodes.

Movidas pela força da gratidão, essas mulheres não só acompa­nhavam Jesus em suas viagens de aldeia em aldeia, como também lhe prestavam assistência com suas posses (Lc 8.1-3).

Elas estavam em Jerusalém por ocasião da última semana de Jesus e assistiram a sua crucificação. Duas dessas mantenedoras de Jesus — Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago e José — seguiram Nicodemos e José de Arimateia para saber onde eles sepultariam o Senhor (Mc 15.47). E, no primeiro dia da semana, essas duas senhoras e Salomé foram até lá para ungirem o corpo de Jesus (Mc 16.1).

— Quero aprender com as mulheres galileias a arte da gratidão!

Texto originalmente publicado no livro Refeições Diárias com Jesus.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>