Se você não pôde ir à 2ª Conferência Nacional de Juventude, que reuniu em Brasília cerca de 2 mil jovens, ainda pode entrar na discussão. Os representantes Morgana Boostel (FALE), Raquel Catalani (REJU) e Pedro Grabois (ABUB) promovem um chat NESTA QUARTA-FEIRA, 21/12, para debater questões relativas às juventudes brasileiras.

O que esses jovens queriam ali? Garantir os direitos da juventude!

Tendo ou não estado presente numa das etapas (conferências municipais, estaduais ou livres) ou mesmo na #2ConfJuv Nacional, venha participar de um bate-papo virtual sobre o assunto!

 

Quando? 4a-feira, 21/12, às 19h
Quem? Morgana Boostel (FALE), Raquel Catalani (REJU) e Pedro Grabois (ABUB) e quem mais logar nesse momento
Onde? http://www.gvolive.com/conference,novosdialogos Continue lendo →

Líderes de várias denominações evangélicas se reuniram em Brasília/DF, de 24 a 26 de novembro de 2011, para o I Fórum da Aliança Cristã Evangélica Brasileira, organização criada por e para os evangélicos com vista à defesa dos direitos e interesses do seu grupo e de toda a sociedade brasileira. Nesses dias, tiveram a oportunidade de discutir temas importantes relacionados à atuação dos cristãos na sociedade e “trocar figurinhas” sobre propostas que se ligam à visão da Aliança – unidade, identidade e missão. Para tanto, no dia 25 foi realizada uma Assembleia Geral, o que viabilizou a existência jurídica da instituição. Continue lendo →

Aconteceu, de 9 a 12 de dezembro, a 2ª Conferência Nacional de Juventude em Brasília (DF). Delegados(as) eleitos em todo o país representaram as juventudes de seus estados na discussão de vários temas, como cidadania, respeito às diferenças, sexualidade e comunicação, entre outros.

A juventude cristã marcou presença no encontro, que é uma das ferramentas na luta pela construção de uma sociedade realmente representativa. Veja o recado eles mandaram de lá:

Video not available

Perdeu a Conferência, mas quer saber o que rolou lá? Acesse: www.juventude.gov.br/conferencia

“Ao homem pertencem os planos do coração, mas do Senhor vem a resposta da língua”
(Pv 16.1)

Lembro-me de uma das vezes que fui surfar. Era uma praia praticamente deserta. Perguntei para alguns moradores do vilarejo qual caminho deveria seguir. Então peguei minha prancha e fui pelo caminho indicado. Tudo estava indo bem até me deparar com uma bifurcação. Olhei e precisava de uma resposta. Acabei pegando a trilha que me parecia mais óbvia. Caminhei por mais algum tempo, depois a trilha tornou-se mais estreita e, por fim, acabou bem embaixo de uma jaqueira. Diante daquelas jacas, voltei e peguei a outra trilha que, afinal, me levou à praia. Continue lendo →

(Adital) O Brasil vive um momento singular também para a sua juventude. O momento é marcado pelo bônus demográfico, quando temos a maior População Economicamente Ativa (e a mais jovem) de nossa História. São cerca de 52 milhões de jovens entre 15 e 29 anos, mais de 50% da PEA. Isso torna incontornável ao desafio do desenvolvimento abrir à juventude um horizonte de direitos, considerá-la protagonista desse momento.

O movimento sindical classista busca qualificar e disputar o modelo do desenvolvimento, através da valorização do trabalho, o que pode integrar a nova geração em uma trajetória de direitos e oportunidades, numa curva de elevação de salários, de formação profissional, de fortalecimento do mercado interno, de incorporação de valor e tecnologia à produção, com a afirmação do Brasil, uma integração de novo tipo na América Latina e o crescimento das relações Sul-Sul.

Esse desafio é imenso. A oportunidade do bônus demográfico é transitória. Doravante, nosso crescimento vegetativo levará ao envelhecimento da população, que trará em si a qualidade de vida que pôde construir nesses anos que vivemos. Os piores indicadores sociais afligem a juventude atual, Continue lendo →