Por Joyce Hencklein 

Todos os dias penso sobre o tempo. Penso em tudo que vi e vivi em meu passado, em tudo o que vejo e vivo em meu presente e no que posso viver futuramente. Umas das verdades cruciais sobre o tempo é que ele pode ser entendido em três perspectivas: passado, presente e futuro. A questão é que o passado já foi e não posso mudá-lo, o presente é minha realidade e o futuro é o que não vejo. Posso planejar e sonhar, mas não tenho controle para a determinar a forma como o esse futuro será.

Devemos aprender que Deus é atemporal. Enquanto nós vivemos por “etapas”, Deus nos vê como um todo. Para Ele não existe passado, presente e futuro, pois afinal Ele estava no começo e estará no fim. Podemos aprender também que há tempo pra tudo debaixo do céu, como está escrito em Eclesiastes 3.1-8. Lá aprendemos exatamente sobre o tempo e sobre como não teremos somente fases de alegria, de amor e paz, mas épocas difíceis também. Como podemos entender nossas vidas em meio a tempos difíceis? Às vezes podemos pensar demais no passado e esquecer o presente, como lidar com isso?

Bem, se acreditamos que Deus é atemporal, podemos afirmar que Ele é o mesmo Deus, Ele não mudou. Tudo que Ele fez no tempo das passagens bíblicas, pode fazer ainda hoje. Ele continua sendo bom e fiel. Se sabemos que Deus nos ama e essa realidade não muda, podemos crer que Ele nos ouve, não nos abandona e sempre nos responde. Mas as respostas vêm no tempo dEle, e sempre as respostas de acordo com Sua vontade. Continue lendo →

Por Maurício Avoletta Junior

O diretor de cinema Terrence Malick inicia seu (espetacular) A Árvore da Vida (2011) com a ideia de que existem dois caminhos na vida: o da natureza e o da graça. Nós devemos decidir em qual deles vamos andar, pois um nos faz viver para nós mesmos e o outro nos faz viver para o próximo. Concordo com Malick, porém, acredito também que existam dois mundos. Sim, dois mundos!

Não, eu não estou louco, acredito que exista um mundo real: esse que conhecemos e que está cercado por uma realidade material e outra espiritual. Mas também acredito em um mundo imaginativo que seria um reflexo imperfeito de um mundo perfeito, e por vezes, talvez, um reflexo do nosso próprio mundo. Tolkien chamou de Faërie, Chesterton de Elfolândia, e você pode chamar do que quiser. Esse mundo imaginativo nada mais é do que o ponto de encontro entre a realidade e o desejo, ou seja, a fantasia.

Mas qual é a importância da fantasia? Chesterton, em seu livro Ortodoxia, entende que a fantasia é a responsável por impedir que o homem seja destruído pela lógica, e por fim, se afunde na loucura. Concordo com ele. A fantasia nos permite chegar a lugares impossíveis ou até mesmo inexistentes. Na verdade, será que esses lugares são completamente inexistentes mesmo? Bom, acredito que não. Acredito que esses lugares, embora não totalmente reais, são completamente possíveis.

Isso quer dizer que acredito em fadas, gnomos e Papai Noel? Obviamente não. Mas não me surpreenderia se existissem, afinal, como sabiamente afirmou Santo Agostinho, de todos os absurdos, acreditei no maior de todos eles. Isso quer dizer que por acreditarmos no Cristianismo, logicamente estamos suscetíveis a acreditar em toda e qualquer fantasia humana? Sim! E não… Calma, vou explicar. Continue lendo →

Por Rafaela Senfft

Lemos a Bíblia todos os dias, mas o conteúdo é incutido em nós por Deus quando perseveramos em buscá-lo. O aprendizado e a relação estreita com o Espírito Santo vai nos conformando à palavra do Senhor, até que aqueles versos deixam de ser algo poético e passem a ser vividos.  Quantas vezes lemos os mesmos versículos, repetidamente, mas um dia eles fazem um sentido diferente e entendemos como nunca, numa perspectiva completamente pessoal? Como é viva e preciosa a palavra de Deus!

“Somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor” 2 Co 3:18

Estou num ponto do aprendizado com Deus de não confiar em meus sentimentos, e nunca imaginei que fosse uma luta tão travada. Tenho pensado em como nossos sentimentos solicitam energia, no tanto que nos ocupam e exigem do nosso tempo. Mas as solicitações dos sentimentos vão muito além.

Vivemos num tempo em que os sentimentos têm mandado no homem, nos tornamos reféns deles. Queremos nos sentir confortáveis, amados e compreendidos e estamos sempre defendendo qualquer causa, a todo custo, para que as coisas cooperem e atendam nossa demanda de conforto e bem-estar emocional. Mas na Bíblia não há vários alertas quanto ao que sentimos e pensamos?

“Quem confia em si mesmo é insensato, mas quem anda segundo a sabedoria não corre perigo” Pv 28:26

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” Jr 17:9

Devemos raciocinar que nossos sentimentos fazem parte do nosso eu, da nossa carne, e essa está fadada ao fracasso e prejudicada pela queda, portando não é confiável. Aprendemos também pela palavra que o único ser confiável é Deus, e que quando nos convertemos passamos a crer nisso sobre todas as coisas. Só que fazemos o contrário, pois estamos confiando mais na carne que em Deus quando queremos adequar tudo à nossa maneira para ficarmos emocionalmente confortáveis. Continue lendo →

Tempo de qualidade e ânimo e esperanças renovados através da adoração, ministrações, novas amizades, comunhão e de diversão. Essa é a proposta do Reload, congresso de jovens do Instituto TeenStreetBrasil (iTSBR), que chega à sua segunda edição.

Segundo o coordenador e diretor nacional do instituto, Rodolfo Gois, esse é um momento necessário durante a caminhada, já que a rotina, as responsabilidades e algumas escolhas que fazemos geram em nós desgaste e cansaço.

O evento começa hoje (16) e vai até domingo, no Centro Universitário de Maringá (UniCesumar), que fica na Avenida Guedner, 1.610. Na noite de sábado (17), o evento fica aberto ao público para visita, a partir das 20h. Quem não puder estar presente, pode acompanha a transmissão ao vivo da programação do evento no site do iTSBR.

Atividades dinâmicas e descontraídas aguardam os jovens nesses três dias, entre eles debates com diversos temas relevantes para essa geração. Entre as participações especiais estão Hudson Zanoni, missionário, diretor e palhaço do projeto Terapia da Alegria, TS Band, e Sassá, líder do grupo de dança PS Brasil. Haverá também o “Teen Sertão”, com direito a brincadeira de roda, comidas típicas, touro mecânico e brincadeiras. Continue lendo →