Vontade de usar sua profissão como instrumento para levar o evangelho a novos lugares? Focado em “fazedores de tendas”, o curso GO Equipped terá duas novas edições no Brasil em 2018. Os eventos ocorrerão em Brasília (DF), entre os dias 29 de junho e 1º de julho, e no Rio de Janeiro (RJ) entre os dias 15 e 17 de novembro.

O curso é indicado para estudantes, empresários, trabalhadores e profissionais que possuem o chamado missionário de levar a Palavra de Deus através de seus estudos e profissões em contextos transculturais. De acordo com o site Fazendo Tendas, os temas desenvolvidos serão:

  • As bases bíblicas para ser um Fazedor de Tendas;
  • Como conseguir emprego em outro país;
  • Hospitalidade e evangelismo;
  • Negócios como missões;
  • Como desenvolver um estudo bíblico na sua casa;
  • Permanecendo focado e evitando as armadilhas da expatriação;
  • Disciplinas espirituais e cuidado espiritual com a sua vida;
  • Comunicação intercultural e liderança;
  • Evangelismo no local de trabalho;
  • Discipulado;
  • Formando um testemunho pessoal;
  • Plataformas de envio para Fazedores de Tendas;
  • Plantando igrejas; e outros mais.

Organizado pela organização missionária Tent, o GO Equipped custa R$ 390 e pode ser pago via PayPal ou transferência bancária. Há desconto de R$ 40 para estudantes. Mais informações e inscrições neste link.

Imagem retirada de Christianity Today

Por Patrícia Brandão

Faleceu no dia 21 de maio, aos 94 anos, o missiólogo David Hesselgrave. Cofundador da Evangelical Missiological Society (Sociedade Missiológica Evangélica) e idealizador do programa de missões da Trinity Evangelical Divinity School, seminário evangélico localizado na Flórida (EUA), ele é conhecido por ter mudado a forma como a comunidade cristã entende a contextualização do evangelho em missões transculturais.

Hesselgrave se converteu ainda criança e serviu como missionário juntamente com sua família durante 12 anos no Japão pós-guerra. Ele é autor de uma vasta produção literária que oferece maneiras efetivas de compartilhar o evangelho entre culturas diferentes. Seu trabalho se tornou referência nos estudos de missiologia do século XX, quando ainda poucos estudiosos consideravam os aspectos culturais específicos de um país como fundamentais para a comunicação do evangelho.

Algumas de suas obras traduzidas para o português são “Plantar Igrejas – Um Guia Para Missões Nacionais e Transculturais” e os volumes 1 e 2 de “A Comunicação Transcultural do Evangelho”, publicados nas décadas de 1980 e 1990 pela Editora Vida Nova.

Hesselgrave deixa a esposa, 3 filhos, 6 netos, 11 bisnetos e milhares de pessoas influenciadas por seu trabalho em todo o mundo.

Presidente da MAIS (Missão em Apoio à Igreja Sofredora), o Pr. Luiz Renato Maia está lançando seu primeiro livro: Perseguição: precisamos dela? A obra fala sobre perseguição religiosa costurando reflexões bíblicas com experiências pessoais do autor. O livro pode ser adquirido na loja da MAIS por R$ 25. Curioso? Fizemos algumas perguntas a Maia, confira suas respostas:

 

Qual é o cenário da perseguição religiosa atual?

Perseguição religiosa não é apenas definida quando há risco de morte ou o ato em si, mas toda e qualquer investida contra uma pessoa ou comunidade. Existe desde os primórdios da igreja, e biblicamente falando a tendência é o crescimento da perseguição contra cristãos. No último dia das mães, eu pregava em um culto pela manhã quando recebemos a notícia de igrejas explodidas por homens bombas na Indonésia. Horas antes recebemos a notícia com fotos de igrejas queimadas no Nepal e com o alerta que são parte de um trabalho hindu que quer exterminar o evangelho de forma coordenada no Nepal e na Índia. Sem contar as histórias dos refugiados que chegam até nós com pitadas de atrocidades que nem se fazem necessários comentar, mas que confirmam o crescente desenvolvimento da perseguição religiosa pelo mundo afora.

 

Como este cenário impacta a fé e a igreja hoje em dia?

No Ocidente muitos cristãos se enchem de pavor com cada notícia e com grande temor de que esta perseguição chegue ao nosso país, mas o que vemos nas regiões de grande perseguição é um crescimento do evangelho mesmo em meio às pressões. Isso com certeza se dá pela convicção de que anunciar o Reino de Deus é muito mais valioso do que a vida. Essa é uma verdade que, infelizmente, muitos de nós ainda não vivenciamos. Crentes que são perseguidos, com filhos sequestrados, apanham e ficam em cativeiros por dias e quando são soltos o que mais querem é ir a uma igreja com a família para um culto de gratidão a Deus por Ele ter cuidado de sua casa. Parece surreal para muitos de nós que muitas vezes não vamos à igreja porque o pastor falou algo que não gostamos ou porque gostamos de dormir no domingo de manhã. A perseguição fortalece esses irmãos.

 

Que tipo de histórias poderemos encontrar no livro?

Meu grande sonho com este livro é dar voz às histórias da igreja sofredora para que possamos ser muito mais do que encorajados com seu testemunho, mas confrontados sobre nossa fé. Esse confronto vem, por exemplo, quando falo da vida de um menino de apenas 16 anos de idade que foi preso por causa de sua conversão, torturado por meses na cadeia. A única coisa que os seus algozes queriam era uma frase que negasse sua fé em Cristo. Pense, o que você faria se estivesse com 16 anos preso por causa de sua fé? Esse menino não só suportou as pressões como também continuou pregando o evangelho mesmo preso. Ao fim de seu tempo na cadeia, mais 120 pessoas foram transformadas por Jesus através da fé desse menino.

 

Como podemos aprender com os perseguidos quando vivemos num contexto de liberdade?

A liberdade deveria nos impulsionar para pregação do evangelho. Você imagina se eu tivesse o comprometimento desse menino com toda a minha liberdade? Qual “estrago” estaríamos fazendo nos dias atuais… Quantas pessoas já teriam se rendido a Cristo por causa de minha obediência e comprometimento?! Que eu e você possamos usar nossa liberdade para cumprir nossa vocação como igreja de Cristo: levar as boas novas antes que a perseguição seja necessária para comprometer meu coração.

Leia também: Igreja indígena Pataxó comemora 9 anos

A área de negócios como missão, também conhecida como BaM (Business as Mission), terá um importante evento no segundo semestre deste ano. Entre os dias 1 e 4 de novembro acontecerá em Maringá (PR) o Congresso BaM Brasil, voltado a atender os profissionais que usam seus negócios para atuar no Reino de Deus.

O evento acontecerá na UniCesumar (Av. Guedner, 1610, Maringá – PR). Dentre os palestrantes estarão Mats Tunehag, do Movimento Lausanne e da Aliança Evangélica Mundial; Patrick Lai, PhD da área; e Bill Job, CEO na China. Confira mais informações e inscreva-se em http://bamlatam.com/conferencia.

Você sabia que o islamismo é a religião que mais cresce ao redor do globo? Esta já é a fé de 1,6 bilhões de pessoas, de acordo com pesquisa do Pew Research Center.

Buscando agregar e informar os interessados e chamados para alcançar o mundo muçulmano, a Frontiers, movimento internacional de alcance de países muçulmanos, realizará um encontro com líderes e equipes do Oriente Médio, da África e da Ásia, o “Desobediência Zero”. O evento será um espaço para reflexões profundas, vivências culturais e dicas práticas e acontecerá entre os dias 15 e 17 de junho.

Será no Acampamento Jovens da Verdade, em Arujá (SP), e custará R$ 260 (material, acomodação e alimentação). Quem se inscrever até o dia 10 de junho terá desconto de R$ 30! Mais informações em www.frontiers.org.br/desobedienciazero

Entre os dias 31 de maio e 3 de junho acontecerá o congresso do Vocare, movimento voltado para jovens de 16 a 26 anos e coordenado pela Associação de Missões Transculturais Brasileiras (AMTB). A inscrição custa R$ 349 e inclui alimentação e local de hospedagem (participantes devem levar colchão/colchonete) da tarde do dia 31 à tarde do dia 3. O evento ocorrerá no campus da Unicesumar, em Maringá (PR). Todas informações e inscrições estão em vocare.org.br .

 

  1. Gente jovem reunida

Reunir-se com pessoas da mesma idade, que compartilham da fé e que possuem uma vontade inquietante de transformar o mundo para a glória de Deus é muito bom. Compartilhar de seus anseios e encontrar gente com quem caminhar junto é melhor ainda. No Vocare há o momento de grupos pequenos, então, mesmo que haja muitas pessoas no evento, é possível conectar-se de verdade com outros que compartilham das mesmas perguntas que você. Falando nelas…

 

  1. Buscar respostas para suas perguntas sobre vocação

Você sente que Deus está lhe chamando para além dos bancos de sua igreja, para impactar o mundo com o Reino de Deus? Tem dúvidas sobre sua vocação? O Vocare é um dos espaços em que é possível buscar respostas para estas perguntas, além de aconselhamento e conhecimento. Qual é o teu lugar no mundo? O Vocare tenta ajudar na resposta.

 

  1. Diversas missões e organizações presentes

Você tem desejo de servir a igreja, de ser um missionário, já entendeu o chamado, mas não sabe para onde Deus está te chamando? No congresso do Vocare participarão mais de 30 organizações, agências missionárias e ministérios. Você terá a oportunidade não só de conhecer uma variedade de instituições e oportunidades de serviço, como também de vivenciar um pouquinho da realidade destas organizações. Entre os confirmados, por exemplo, há gente desde Igor Shimura, coordenador estratégico da Missão Amigos dos Ciganos (MACI), até Fábio Silva, empreendedor social – pra todos os gostos, ou melhor, todos os chamados!

A organização cristã Exército da Salvação organizará entre os dias 31 de maio e 3 de junho, no feriado de Corpus Christi, o 2º Simpósio Brasileiro de Justiça Social. O primeiro encontro deste tipo ocorreu em 2016, em Suzano.

Este ano o tema será “Direitos Humanos: Espiritualidade, Refugiados, Tráfico de Pessoas e Violência Contra a Mulher”, aberto ao público em geral. O objetivo é discutir a partir de uma perspectiva cristã esta temática, mobilizando diversos atores sociais para atuar de forma eficaz na sociedade brasileira. Dentro do evento haverá cinco fóruns temáticos que abordarão, além destes temas, o tema da espiritualidade integral.O evento ocorrerá na sede do Exército da Salvação, situada na Rua Juá, 264, Saúde, São Paulo (SP). O custo da inscrição, que inclui participação, certificado, material e coffee breaks, é R$ 150. Mais informações sobre as inscrições e os palestrantes em http://2f20527.contato.site/simposio .

O Centro de Assistência e Desenvolvimento Integral (CADI) realizará o Seminário de Desenvolvimento Comunitário em Fazenda Rio Grande, no Paraná. O curso, de caráter intensivo, acontecerá em duas datas: de 6 a 14 e de 20 a 28 de julho. O evento é descrito como “uma capacitação de entrada ao ecossistema prático-conceitual do CADI BRASIL”, ou seja, nele se apresentará os princípios básicos da fundamentação teórica da ação social cristã do CADI.

Em modelo de metodologia participativa, serão abordados temas como evangelho integral, cosmovisão cristã, o papel da igreja local, entre outros. O curso custa 990 reais à vista, mas pode ser parcelado. Confira mais informações no site.

Quando uma família responde ao chamado missionário, é importante cuidar das crianças que partem junto ao campo. Para investir nesta área, o ministério Philhos oferecerá capacitação para Facilitadores do Cuidado dos Filhos de Missionários sob o tema “Perdas e luto na vida dos Filhos de Missionários”. O treinamento ocorrerá entre os dias 8 e 10 de junho na Pousada Betânia, em Curitiba (PR).

Philhos é uma área do CIM Brasil (Cuidado Integral do Missionário), departamento da Associação de Missões Transculturais Brasileiras (AMTB).

Organizações missionárias e igrejas locais podem participar para obterem ferramentas que lhes auxiliem no cuidado integral dos filhos de missionários, seja informações ou até questões práticas. Serão abordados tópicos como o preparo pré-campo e a educação dessas crianças, e leituras prévias são requeridas para obter o certificado de participação. Além disso, é uma oportunidade para conhecer outras pessoas que trabalham na área e trocar conhecimentos.

Para quem se hospedar da pousada, o treinamento custa a partir de 400 reais. Já quem não se hospedará poderá pagar a partir de 270 reais, ambos com alimentação completa. Veja mais informações e inscreva-se até 3 de junho neste site.

A Steiger é uma missão global chamada a alcançar e discipular a juventude. Pela primeira vez a organização realizará duas vezes a Escola de Missões Steiger, de 27 de abril a 3 de julho e 25 de julho a 2 de outubro. Ambos os cursos, de conteúdo idêntico, acontecerão no centro internacional da missão, em Krögis, na Alemanha.

A escola é um treinamento missionário que visa capacitar pessoas talentosas e criativas a alcançar a juventude global, explicando o evangelho para eles na sua própria linguagem. Para isso, haverá palestras com missionários, artistas e plantadores de igrejas que têm atuado em todo o mundo junto a “Cultura Jovem Global” e os participantes estarão desconectados da internet para conectarem-se com Deus. Será possível participar das ações missionárias da Steiger como parte do treinamento.

Em informativo, David Pierce, o fundador da Steiger, afirmou que equipe da primeira escola está multicultural, com gente do Uruguai, Colômbia, Rússia, Suíça, Espanha, Ucrânia, Argentina, Brasil, França, Bielorrússia e Estados Unidos.

O curso completo (alimentação, acomodação e aulas) custa 1.700 euros por pessoa. Para mais informações, acesse http://www.steiger.org/get-involved/sms ou entre em contato com sms@steiger.org .