O que Naum diria?

 

Tudo por causa do desejo desenfreado de uma prostituta sedutora (Na 3.4)

Havia muitos mortos, montanhas de cadáveres, corpos sem conta e gente tropeçando por cima deles. Uma cena de terror. Parece que não há invencionice nem exagero parte do profeta. Diz-se que o rei Salmaneser III, da Assíria, teria levantado uma pirâmide de cabeças decapitadas em frente a uma cidade inimiga.

Naum não fica apenas com a informação histórica. Ele explica a razão dos fatos: “Tudo por causa do desejo desenfreado de uma prostituta sedutora, mestra de feitiçarias, que escravizou nações com sua prostituição e, povos com a sua feitiçaria” (Na 3.3,4).

A prostituta a que se refere o profeta não é uma mulher, mas uma nação, no caso a Assíria. Com suas artimanhas, com suas mentiras, com seu exército, com sua política externa e, especialmente, com o seu “desejo desenfreado”, Nínive, a capital da Assíria, escravizou nações e povos e levantou as tais “montanhas de cadáveres”.

Se o desejo não contido é uma tragédia para uma pessoa, quanto mais o será para uma nação!

Vigiarei meus desejos incontidos, se forem para o bem não os molestarei!

 

A edição de julho/agosto da revista Ultimato quer abrir os próprios ouvidos e os olhos para ouvir e enxergar melhor o que Deus “requer de nós”. Quer ajudar a igreja brasileira a ouvir “todo o conselho de Deus”, a responder às muitas perguntas que nos são feitas diariamente e atuar nos diferentes campos da cultura. Espalhe essa boa notícia.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.