Janeiro
2 — O cirurgião sul-africano Christian Barnard, 46, retira o coração do recém-falecido Clive Haupt, 23, e o coloca no peito do dentista Philip Blaiberg, 58, num transplante bem-sucedido realizado na cidade do Cabo, na África do Sul.
17 — Começa a circular o jornal Ultimato, um tabloide mensal de oito páginas, impresso em Barbacena, MG, evangélico mas sem cor denominacional, com o propósito de “exaltar as Escrituras Sagradas e proclamar o evangelho de Jesus Cristo”.

 

Março

16 — Três pelotões da infantaria americana cercam e dizimam mais de 350 homens, mulheres e crianças, civis desarmados, na aldeia de My Lay, no Vietnã do Sul, certos de que estavam atacando o Viet Kong, a guerrilha comunista. No mês anterior, 40 mil soldados norte-vietnamitas haviam cercado a base americana de Khe Sanh com seus 6 mil fuzileiros. Para romper o cerco, mais de 7.500 missões americanas descarregaram, em três semanas, quase 700 mil toneladas de bombas, num ritmo de 2 mil explosões por segundo.
28 — O secundarista paraense Edson Luís de Lima Souto, 19, morre no restaurante universitário Calabouço, no Rio de Janeiro, em choque de estudantes contra a polícia. O jovem não era líder estudantil nem participava de confrontos armados.

 

Abril
4 — O pastor e líder negro americano Martin Luther King, 39 anos, é assassinado na sacada do seu quarto num hotel em Memphis, no Tennessee. No rascunho do sermão que iria pregar no dia seguinte, estava escrito: “Só desejo fazer a vontade de Deus. E ele me permitiu chegar ao topo da montanha, de onde olhei ao redor e vi a terra prometida. Talvez não chegue lá com vocês. Mas quero que vocês saibam, esta noite, que nós, como um povo, chegaremos à terra prometida”.
6 — É lançada nos Estados Unidos a obra-prima de ficção científica “2001 — Uma Odisséia no Espaço”, de Stanley Kubrick, 40.

 

Maio
21 — O movimento grevista na França alcança o seu auge. Dez milhões de pessoas ocupam trezentas fábricas e interditam outras centenas, provocam a paralisação total do sistema de transportes, tiram do ar todo o sistema de rádio e televisão, fecham as escolas, colocam em xeque-mate o fornecimento de energia elétrica, gás e água, mantêm os navios em seus portos marítimos e fluviais. A maior greve da história da França transforma Paris na capital da crise do mundo moderno.
26 — O médico Euclydes de Jesus Zerbini, 56, cinco meses depois do sucesso de Christian Barnard, realiza o primeiro transplante de coração no Brasil.

 

Junho
6 — O senador americano Robert Kennedy é assassinado no Hotel Ambassador, em Los Angeles, aos 43 anos. Três meses antes, Kennedy havia dito: “Não encontraremos um ideal para a nação nem uma satisfação pessoal na mera acumulação e no mero consumo de bens materiais”.
26 — Estudantes realizam no Rio de Janeiro a Passeata dos Cem Mil, encabeçada por Vladimir Palmeira, 23 anos, então presidente da União Metropolitana de Estudantes, e em memória da morte de Edson Luís.

 

Julho
4 a 20 — Reúne-se na cidade universitária de Uppsala, na Suécia, a quarta assembléia do Conselho Mundial de Igrejas, com a presença de 704 delegados procedentes de 235 igrejas-membros. O lema são as palavras de Jesus Cristo no penúltimo capítulo da Bíblia: “Estou fazendo novas todas as coisas!” (Ap 21.4).
25 — Paulo VI, 71, publica a encíclica “Humanae Vitae”, segundo a qual todo ato de relação sexual dentro do casamento deve estar aberto à transmissão da vida, isto é, todos os métodos artificiais de controle de natalidade estão proibidos.

 

Agosto
20 — Exércitos da União Soviética, Bulgária, Alemanha Oriental, Hungria e Polônia invadem a Tchecoslováquia com 200 mil soldados e 5 mil tanques de guerra para sufocar o programa de reformas liberais levado a efeito por Alexander Dubcek, 47, primeiro-secretário do Partido Comunista. Os invasores temem que a chamada Primavera de Praga, iniciada em janeiro, influencie os outros países comunistas.

 

Setembro
6 — Encerra-se a segunda conferência do episcopado latino-americano, reunido desde 24 de agosto, em Medellin, na Colômbia. A conferência procurou aplicar à América Latina as decisões e diretrizes do Concílio Vaticano II, ocorrido dois anos e meio antes, em 1965. É criado o CELAM — Conselho Episcopal Latino-Americano.
11 — Sai a primeira edição da revista “Veja”, da Editora Abril. A matéria de capa é sobre o grande duelo do mundo comunista.
15 — A nave soviética Zond contorna a Lua e regressa à Terra.
20 — O missionário Jaime Kemp, da SEPAL (Serviço de Evangelização para a América Latina) organiza em São Paulo a primeira equipe do conjunto vocal Vencedores por Cristo, que se tornaria conhecido e apreciado em todo o país. É formado por oito moças e oito rapazes com idade entre 17 e 26 anos. Entre eles estão Cláudio Antonio Batista Marra, Wilson do Amaral Filho e Ary Veloso, que se tornariam líderes evangélicos de grande projeção.

 

Outubro
3 — Estudantes de esquerda das Faculdades de Filosofia, Letras, Ciências Humanas, Psicologia, Arquitetura, Economia e Administração da USP entram em luta contra os integrantes do Comando de Caça aos Comunistas (CCC), infiltrados entre os alunos da Universidade Presbiteriana Mackenzie, na rua Maria Antonia, que separa uma universidade da outra. Um dos líderes da ala esquerdista é José Dirceu. O incidente fica conhecido como a “batalha da Maria Antonia”.
17 — O cinema americano lança o filme “O Bebê de Rosemary”, do polonês Roman Polanski. Trata-se de um filme de terror em torno de uma mulher engravidada pelo demônio. A peça favorece a bruxaria e abre caminho para outras manifestações artísticas da mesma linha, como a canção “Sympathy for the Devil”, dos Rolling Stones, e o filme brasileiro “Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver”, de José Mojica Marins, o Zé do Caixão.

 

Novembro
26 — Marcelo Caetano, 62, recém-empossado chefe do governo português, em substituição ao ditador Antônio Salazar (de 1933 a 1968), pronuncia-se a favor da manutenção da presença portuguesa na África, contrariando a condenação da ONU e o clamor cada vez mais intenso de suas cinco colônias (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe).

 

Dezembro
10 — Morre Karl Barth, 82, o mais influente teólogo de língua alemã, em Basiléia (onde também nasceu), ao norte da Suíça. Deixa inacabada a sua mais famosa obra, “Dogmática Eclesiástica”, em treze volumes. Escreveu mais de quinhentos livros, artigos e estudos. Opôs-se tanto ao capitalismo como ao comunismo.
13 — O presidente Arthur da Costa e Silva, 69, atendendo a reivindicações e diversas pressões, assina o Ato Institucional nº 5 (AI-5), “o mais ditatorial instrumento jurídico do período militar”. O decreto permite ao chefe do governo cassar mandatos, suspender direitos políticos e legislar em substituição ao Congresso Nacional após decretar-lhe o recesso. Um mês antes do AI-5, o presidente, por ocasião do almoço a ele oferecido no Brasília Palace Hotel pelo Grupo Parlamentar Cristão, de origem evangélica, declarou: “Quero dizer, na qualidade de líder, que me foi imposta por circunstâncias alheias à minha vontade — e portanto admito, na minha fé inabalável em Deus, que estou cumprindo uma determinação divina —, que cumprirei minha missão sem me afastar de Deus e sem renegar, jamais, a fé que eu tenho na graça divina. Entendo, como aqui está escrito, que devemos crer como se tudo dependesse de Deus, e devemos trabalhar como se tudo dependesse de nós. Este é um lema que todos nós, com a responsabilidade de conduzir um povo tão maravilhoso e cristão, como é o brasileiro, devemos seguir e obedecer” (extraído do artigo de capa “O sermão do presidente”, publicado no jornal Ultimato, edição de fevereiro de 1969).
21 — A Apolo 8, com três astronautas americanos a bordo, entra em órbita lunar e volta à Terra com um atraso de apenas três minutos.

Texto originalmente publicado na edição 313 de Ultimato.
  1. Que bom ler essas lembranças mantidas pela Ultimato, de tempos de muitos conflitos e também novos desenvolvimentos, esperanças e oportunidades. Parabéns à Ultimato que se manteve firme em sua intenção de ser uma testemunha fiel, ligada com a realidade presente e com a Palavra de Deus, sem cor denominacional.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *