Em 2018 o Paralelo 10 completa dez anos de existência. O projeto nasceu em abril de 2008 com o objetivo de “fortalecer lideranças do Norte e Nordeste do Brasil para a prática da missão integral e, por meio de um intercâmbio entre as regiões brasileiras, tornar as igrejas nortistas e nordestinas mais conhecidas e reconhecidas”. Pouco tempo após a criação do projeto, surgiu o blog como um canal para divulgação de conteúdos para ajudar o Paralelo 10 a cumprir seu objetivo.

Em uma década de funcionamento, o blog já publicou mais de mil posts com conteúdos diversos, entre notícias, reportagens, crônicas, artigos, estudos bíblicos, testemunhos, receitas, poesias e poemas, cordéis, além de fotos, vídeos, músicas e Podcast. Os assuntos abordados também são abrangentes e variados: missões, evangelização, desenvolvimento integral, transformação de comunidades, cultura, arte, missiologia, direitos humanos, espiritualidade, política, cidadania centre outros.

A publicação de todo esse conteúdo não seria possível sem a participação dos representantes do projeto, que nos enviam notícias e relatos dos trabalhos que desenvolvem em suas comunidades e igrejas locais, bem como a fundamental contribuição voluntária de tantos colaboradores, como Héber Negrão, Jénerson Alves, Maycon Barroco, Priscila Mesquita, John Medcraft, Zenilda Lua, entre tantos outros nomes que já passaram pelo blog.

O oferecimento de conteúdo online gratuito é uma grande ajuda para muitos líderes do norte e nordeste que têm dificuldades em adquirir ou acessar livros e outros materiais impressos. Por meio do boletim Conversa Paralela, qualquer pessoa pode receber a cada quinze dias uma seleção do conteúdo mais recente publicado no blog. Clique aqui e assine o Conversa Paralela

Confira os 10 posts mais visualizados do blog Paralelo10

Continue lendo →

Vestido com tangas, cocares na cabeça e corpo pintado com tinta de jenipapo, um grupo de indígenas pataxó dança e canta em sua língua materna ao som de maracás. Curiosos, os visitantes filmam e tiram fotos. Ao final, todos tomam açaí e comem beiju de mandioca, celebrando um ato religioso: a Santa Ceia. Foi assim o encerramento da celebração do nono aniversário da Igreja Indígena Pataxó, localizada na Terra Indígena Fazenda Guarani, no município de Carmésia, Minas Gerais.

Nos dias 19 e 20 de maio, sob a coordenação do pastor Izaías Hitoha Pataxó, irmãos e irmãs da Igreja Indígena Pataxó receberam cerca de cem pessoas para a celebração de mais um aniversário da igreja. Moradores da aldeia e caravanas de cidades como Viçosa, Ipatinga, Timóteo e Belo Horizonte, participaram da comemoração.

Clique aqui e continue lendo a notícia.

No período de 9 a 30 de julho de 2018 a missão Juvep realiza mais um Projeto Missionário de Férias. A 69º edição do projeto terá a parte prática no município de Jatobá do Piauí, PI, em parceria com a Igreja Batista da Glória.

Um dos objetivos do projeto é apoiar a plantação de mais uma igreja no local, pois de acordo com a Juvep, a cidade possui baixa presença evangélica – apenas 6,3% da população – concentrada apenas em duas igrejas Assembleias de Deus. “Cremos que a realização do Projeto Missionário será um marco na vida espiritual de todos os seus moradores e vai ajudar significativamente no crescimento do Povo de Deus na cidade”, diz a coordenação do projeto.

A primeira parte do projeto consiste no treinamento obrigatório para todos os participantes e acontece em Teresina, PI, de 9 a 13 de julho. O treinamento conta com reuniões de oração, estudos bíblicos, palestras sobre cultura e religiosidade sertaneja, como evangelizar o povo do Sertão, ensaios de cânticos, peças teatrais, evangelismo criativo e orientações primordiais sobre como o porjeto funciona.

Continue lendo →

Por Zenilda Lua

Ela traz o encanto dos sublimes

a leveza dos anjos cheios de graça

ela  é dócil e quase nunca faz pirraça

está disposta a sonhar os nossos sonhos

passa dia, semanas, meses, anos

seu coração é um  poço de bondade

uma fonte que transborda claridade 

olhar nobre e plural, sempre risonho…

 

Não importa o grau de inteligência

se o filho é cientista  ou andarilho

se usa terno ou só anda maltrapilho

se trabalha ou vive cochilando

ela defende, apascenta,  fica orando

pede a Deus que guarde a criatura

tem fé, esperança e tem doçura

Mãe é mãe, seu amor não tem fim, é alto e brando!

Imagem ilustrativa: Designed by Freepik

A nova edição da revista Passo a Passo, nº 104, já pode ser baixada gratuitamente no site da Tearfund. Essa edição tem como o tema “Presídios” e traz uma variedade de conteúdo que pode servir como ferramentas para igrejas e comunidades locais. Além de diversos artigos que tratam sobre como auxiliar famílias de presidiários e dicas para quem quer realizar capelania prisional, a revista traz estudo bíblico, estudo de caso, e muitas outras informações e recursos.

Confira abaixo a palavra de abertura de Zoe Murton, editora de Passo a Passo.

Cresci em uma ilha na costa sul da Inglaterra, que era famosa por ter dois presídios de segurança máxima. Quando criança, os altos muros do presídio exerciam em mim uma mescla de fascínio e horror. Lembro-me de passar por eles e me perguntar como seria a vida das pessoas que se encontravam do lado de dentro.

Para alguns de nós, o que acontece nos presídios é um mistério – mas não precisa ser assim. Muitos de vocês já trabalham em presídios, mas, para outros, esta edição pode ser uma oportunidade de ter uma ideia do que há do outro lado dos muros de um presídio.

Há muitas maneiras de prestar apoio aos presidiários e ex-presidiários, mostrando o coração compassivo e acolhedor de Deus às pessoas que – como nós! – precisam desesperadamente dele. Nesta edição, Matt Boyes, capelão de um presídio, compartilha dicas sobre como se envolver em visitas aos presídios. Examinamos em que consiste um julgamento justo e o que fazer se os julgamentos não estiverem sendo conduzidos de forma justa em seu país. A Associação de Fraternidade Prisional Singapura discute formas de prestar apoio às famílias dos presidiários, enquanto a Red Viva Honduras compartilha sua experiência de uso do futebol para ajudar os jovens a evitar o crime.

Zoe Murton, editora.

Clique aqui e baixe a revista Passo a Passo.

Por Jénerson Alves

Domingo à tarde eu estava
À sombra de uma mangueira,
Pra descansar da canseira
Enquanto o tempo passava…
Com Seu Zé eu conversava
E me perguntou Seu Zé:
“Pra você, diga quem é
Dos poetas o primeiro?”
Eu respondi bem ligeiro:
“Patativa do Assaré!”

Em seguida, eu expliquei:
“Patativa nasceu pobre,
Mas o seu espirito nobre
Todo tempo admirei.
Ele ficou cego, eu sei,
Mas não deixou de estudar,
De produzir, de sonhar,
Dos sábios trilhou o rastro
E tornou-se um grande astro
Da cultura popular!

Seus versos são como hinos
Clamando em prol da justiça,
Indo contra a injustiça
Que abate os pequeninos…
Os flagelos nordestinos
Nele ganharam canção,
‘Sabiá e Gavião’,
‘Cante Lá que eu Canto Cá’…
E ‘A Triste Partida’ está
Entre os clássicos do Sertão”.

Neste momento, Seu Zé
Me interrompeu velozmente!
Disse: “Verdadeiramente
Patativa do Assaré
Fez um trabalho que é
Importante para nós,
Pois ao pobre deu voz
E deu vez ao oprimido.
Em partes, é parecido
Com tudo o que fez Amós…”

Continue lendo →

Mais de 100 mil pessoas vivem em situação de rua no Brasil, segundo estimativa do Instituto Nacional de Pesquisa Aplicada (Ipea). Para quem vive na rua, poder tomar banho, vestir uma roupa limpa e tomar um café da manhã é algo raro. É oferecendo esses serviços para as pessoas em situação de rua em Natal, capital do Rio Grande do Norte, que o projeto Igreja nas Ruas quer testemunhar do evangelho.

A iniciativa é da igreja Metodista Central de Natal (RN) e começou há mais de três anos com a distribuição de sopa. “Ao deparar-nos com o numero gritante de pessoas vivendo em situação de rua em nossa cidade, pensamos como a igreja poderia anunciar o evangelho de Jesus e melhorar a vida dessas pessoas para devolver a elas a dignidade”, lembra Georg Roberto Emmerich, coordenador do projeto e pastor da Igreja Metodista Central.

Desde março deste ano, o projeto passou oferecer também o serviço de banho, com um equipamento que foi anexado à Kombi do projeto. Com um gasto semanal de cento e cinquenta reais, a intenção é oferecer cinquenta banhos por dia.

Continue lendo →