Os milagres de Jesus

É muito comum, em nossos dias, nos depararmos com doutrinas e práticas evangélicas que se baseiam quase exclusivamente na realização de milagres e na expulsão de demônios de todas as espécies, até mesmo os mais esdrúxulos (demônio da aspirina, demônio do ventilador e demônio da porta, por exemplo). O Senhor Jesus também realizou milagres e expulsou demônios. Será que podemos encontrar semelhanças entre as doutrinas e práticas de nossos dias e a ação de Jesus? E diferenças? Isso é o que veremos neste estudo.

Continue lendo

Jesus Cristo e a Bíblia

Dizer que Cristo teve um ofício profético significa que ele foi um profeta como Isaías e Daniel? Como esse ofício foi exercido? Ele foi interrompido? Qual a importância desse ofício para a igreja? E como você, na prática, pode se beneficiar do ofício profético de Cristo?

Continue lendo

É certo dizer que Cristo morreu por todas as pessoas do mundo?

Você sabia que a obra expiatória de Cristo garante o perdão de pecados para todos aqueles pelos quais Cristo morreu? Mas afinal de contas, quem são essas pessoas pelas quais ele morreu? É certo dizer que Cristo morreu por todas as pessoas do mundo? Se for assim, por que nem todas as pessoas são salvas?

Continue lendo

É possível ter comunhão com Deus sem perdão de pecados?

A obra de expiação faz parte das funções pertencentes ao ofício sacerdotal de Cristo. Como poderíamos ter comunhão com Deus, se nosso pecado não tivesse sido perdoado? Como isso foi feito? O que os sofrimentos e a morte de Jesus têm a ver com isso? Será mesmo que não havia outra maneira de Deus perdoar nossos pecados sem que Jesus tivesse de morrer por nós?

Continue lendo

Santo no mundo (em Cristo)

As descrições e exigências de santidade das Escrituras podem nos levar a pensar que o padrão de Deus é alto demais para nós. Afinal, quantas lágrimas já derramamos ao nos dar conta de que vivemos como se ainda estivéssemos mortos em nossos pecados?

Ao chegarmos em Romanos 6, Paulo já descreveu a miséria espiritual da humanidade, já expôs a justificação gratuita provida por Cristo e os seus resultados gloriosos. As perguntas que surgem diante da obra maravilhosa de Cristo a nosso favor são: Como poderemos viver à altura dessa salvação? Será que a tarefa é grande demais para nós?

Continue lendo