Amar a Deus e ao próximo – as regras de um povo santo

Não é possível separar a vida religiosa (ritual, cerimonial) da atenção às questões sociais (civis) e morais. Isso ficará muito claro nesses capítulos, pois todo esse conjunto de leis fazem parte da aliança que Deus faz com o seu povo e elas estão justapostas sem clara categorização, pois todas fazem parte da aliança, ou “Livro da Aliança” (24.7), por meio da qual Deus sela sua promessa com os israelitas.

Continue lendo

O Deus que liberta é o mesmo que sustenta

O povo deixou o Egito. O exército do faraó foi derrotado. Os israelitas viram o grande poder do Senhor. O Senhor salvou Israel. Esse é o ambiente desses capítulos. Um povo liberto sendo conduzido por Moisés, o servo do Senhor. Há, porém, um misto de experiências.

Continue lendo

Um memorial ao Deus que salva

A boa-nova da libertação é sem dúvida a melhor notícia que podemos ter. Mais do que salvar os israelitas, a libertação do Egito visa, sobretudo, manifestar a glória de Deus.

Continue lendo

A prova: não ignore a sinalização

Passamos por experiências aflitivas e opressivas das quais suplicamos por livramento. O que a igreja tem ensinado sobre a finalidade da libertação? O que podemos aprender de Êxodo sobre o propósito de nossa salvação?

Continue lendo

Humildade: somos todos do mesmo barro

ESTUDO BÍBLICO | Série Revista Ultimato – edição 383

É comum entendermos a “humildade” como uma característica ligada à condição econômica das pessoas. Mas, ao tratarmos da vida cristã, é importante nos lembrarmos que a humildade é uma das mais importantes virtudes a ser cultivada em nossa espiritualidade.

Continue lendo