Onde pouco é perdoado, pouco amor é mostrado. (Lucas 7.47, NTLH)

Ao longo de sua caminhada, Jesus se encontrou com três mulheres sem nome: a mulher samaritana, a mulher adúltera e a mulher pecadora. As três foram perdoadas por ele. As três ficaram muito agradecidas a ele.

A mulher samaritana não parava com marido algum. Jesus sabia que ela já tinha vivido com cinco maridos e que o atual não era seu marido. Alguns minutos de conversa, a mulher descobriu que aquele estranho era o Salvador do mundo e bebeu da água viva a ela oferecida (Jo 4.1-30).

A mulher adúltera passou o vexame de ser apanhada em adultério e foi trazida à presença de Jesus. Os acusadores queriam que o Senhor autorizasse o apedrejamento dela, o que não aconteceu. Jesus perdoou-a e pediu que ela não pecasse outras vezes (Jo 8.1-11).

A mulher pecadora, por ter sido perdoada por Jesus numa ocasião anterior, muito emocionada, irrompeu na casa de Simão, o fariseu, e lavou os pés de Jesus com suas lágrimas, enxugou-os com seus cabelos e os ungiu com óleo (Lc 7.36-50).

Texto originalmente publicado no livro Refeições Diárias com Jesus.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>