Por Karol Coelho

“E você? Qual é o seu projeto de vida?”, perguntou-me o moço após contar-me muito da sua vida e de seus sonhos. Sem a necessidade de muitas perguntas, ele me falou sobre seu trabalho, sua família, seu desejo de comprar um apartamento e ter um restaurante. Eu, com uma única pergunta, me calei. Ele sorriu: “Tu não sabe?”. No meio das minhas férias sou desafiada a procurar uma resposta que eu não tenho.

Se eu participar de uma entrevista de emprego hoje e alguém fizer a clássica pergunta “onde você quer estar daqui a cinco anos?”, provavelmente, irei inventar uma resposta. Diferente do moço, meus olhos não brilharão enquanto eu disser “terei uma casa, uma família, morarei na Europa e estarei fazendo um mestrado”. Eu quero uma casa? Quero. Desejo constituir uma família? Sim. Moraria na Europa? Talvez. Faria um mestrado? Acho que não.

Um dia, com o coração doendo, me sentindo indesejável e incapaz, pedi a Deus que me fizesse desacreditar das fórmulas que me ensinaram. Eu compreendo quando pessoas desejam coisas e planejam para alcançá-las (eu faço isso também), mas é bem provável que eu não precise ter um imóvel próprio, me casar, ou mudar de cidade para ser feliz.

“Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.” (Isaías 55:8,9)

Meu plano é estar disponível para a vida que Deus quer que eu viva. E isso dá muito trabalho, se não houver ajuda do Espírito Santo, pois, muitas e muitas vezes, sou arrastada pelo mar da minha ansiedade, abraçada pelo desejo de ter coisas e de ser um certo alguém. Mas, por causa da Graça do Pai, eu sou levada a um rio tranquilo quando falta grana para pagar as contas, quando adoeço ou quando me sinto sozinha. E, eu sei que, nenhum planejamento vai me privar das dificuldades, pois a vida é fluída.

Eu conheço minhas vontades, muitas vezes me pego arquitetando meu futuro e corro atrás dos meus sonhos, inclusive, não paro quieta, não deixo de ter ideias, de buscar realizações. No entanto, não quero viver conforme a minha limitação. Quero expandir-me na história do Criador e desaguar nEle. Não confio em minha própria sabedoria. Meus pensamentos e meus caminhos não são eternos como os dEle.

Bateu ansiedade? Respira. Não sabe como fazer? Pede ajuda. Está prestes a explodir? Dá um tempo, descansa. Tem desejos e sonhos? Trace suas metas, planeje como alcançá-las. Não sabe para onde ir? Ore, reflita, decida. Apenas lembre-se que você não pode controlar tudo; que muitas coisas darão certo e outras muitas coisas darão muito errado; você nem sempre será bom ou boa suficiente; e às vezes se sentirá e estará só. Aprenda a lidar com a vida confiando em Deus. Se tivermos êxito em poucas coisas aqui, amando-O, sabemos que nos resta toda a Eternidade em paz, com Ele.

  • Karol Coelho, 28. Ama as nuvens e escreve poesias, algumas estão no seu livro “Estado Atmosférico”. Membro do Projeto 242, é jornalista, formada principalmente pelas histórias do Campo Limpo, zona sul de São Paulo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.