Já imaginou ir a um restaurante e ser atendido por um robô? Isso pode virar realidade mais cedo do que a gente imagina. Tudo bem, talvez você não seja atendido por um robô no estilo dos Jetsons quando for a um restaurante, mas são altas as chances de que garçons de carne, osso e avental sejam substituídos por algum tipo de software que desempenha a mesma atividade.

Pelo menos é o que aponta o relatório intitulado The New Work Order (A Nova Ordem do Trabalho), divulgado pela Foundation for Young Australians (FYA). Segundo os resultados, a probabilidade de robotização da função do garçom nos próximos 20 anos é de 93,7%.

Talvez também fique cada vez mais raro ver alguém dizendo que é cartógrafo, já que a probabilidade de robotização desses chega a 87,9%. Operadores de telemarketing então devem entrar em extinção: 99%. Até juízes entram na tabela, com uma probabilidade de 40,1%.

No relatório, a FYA concluiu que a maioria dos estudantes da Austrália busca hoje por profissões que, por conta dos avanços da tecnologia, vão se tornar obsoletas. Diante desse quadro, a recomendação no documento é para que os jovens deem mais ênfase às habilidades digitais e ao empreendedorismo.

Quer descobrir se sua carreira tem alto potencial de robotização? Confira alguns dos resultados da pesquisa aqui.

Leia mais:
Fé, Esperança e Tecnologia
Série Ciência e Fé Cristã

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.