santidade_vocacional“Vocação não é tudo, mas é para todos”. A declaração é de Christian Gillis, um dos convidados que participou do bate papo virtual sobre “Santidade Vocacional”, realizado pela Aliança Cristã Evangélica no dia 25 de junho. O Hangout foi mediado pelo jornalista Lissânder Dias, editor do Portal Ultimato, e contou também com a participação de Ziel Machado, Cassiano Batista e Rodrigo Gomes.

Em suas considerações iniciais, Ziel Machado disse que as dúvidas mais comuns dos jovens estão relacionadas com a confusão entre vocação e profissão. “Os jovens querem saber de antemão se aquilo a que eles querem se dedicar vai produzir o sentido de satisfação e significado. As pessoas não querem entrar em pistas falsas, elas querem entrar em caminhos nos quais possam ter certeza que fizeram a melhor escolha. Elas estão preocupadas que suas escolhas sejam boas escolhas.”

Para Cassiano Batista, Diretor Executivo da Sepal, o problema não é o chamado do Senhor. “Deus nunca deixou de chamar para coisa alguma. Ele chama para funções e situações específicas e uma delas é para anunciar o Evangelho além das fronteiras, onde o Evangelho ainda não foi anunciado. O que tem acontecido é que as pessoas que têm sido chamadas pelo Senhor não tem atendido esse chamado. Mas acho que estamos vivendo um bom momento, onde mais pessoas têm atendido esse chamado e tem sentido a vontade de obedecer.”

“Por muito tempo nós pensamos que as pessoas não faziam porque não queriam, mas com o tempo percebemos que eles não faziam porque não sabiam como fazer”. Para Rodrigo Gomes, da Missão Base, é preciso mostrar às pessoas que existem dezenas de outras formas para se envolver em missões, além do tradicional “ir, orar e contribuir”. “Quando você mostra outras formas de se envolver no Reino de Deus, as pessoas têm demonstrado disposição para o engajamento. Claro que ainda há muito a se fazer com relação a voluntariado na igreja brasileira, mas acho que isso é problema cultural no Brasil.”

Durante o bate papo, pessoas de diversas partes do país e até de outros países participaram enviando perguntas. Os convidados também teceram comentário sobre Carta de Maringá, documento final do Vocare 2015. Quer ver o que mais rolou no hangout? Clique aqui e assista ao vídeo na íntegra.

capa_ult355A edição de julho/agosto da revista Ultimato, que já começou a ser entregue, traz na capa o tema “Vocação e Juventude”. Além de uma reportagem especial sobre o Vocare 2015, o leitor encontrará outros textos sobre um assunto que vai de encontro à velha pergunta: “O que eu vou ser quando crescer?”. Leia mais sobre a matéria de capa da próxima edição da Ultimato.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>