A pesquisa “Juventude evangélica: crenças, valores, atitudes e sonhos”, feita pela Ultimato, foi respondida por 1.960 jovens entre 13 e 34 anos.

Quanto ao perfil religioso dos pais, 61% dos jovens têm pai evangélico e 81% têm mãe evangélica. 19% têm pai católico e 11% têm mãe católica. Menos de 2% têm pais espíritas ou de religiões afrobrasileiras.

Sobre os fatores que ‘influenciaram muito’ a conversão dos jovens, os mais citados são uma formação familiar cristã (48%), a leitura da Bíblia (47%), conversas e convívio com amigos, conhecidos ou familiares (42%), nascer num lar evangélico (41%) e a pregação (40%). Alguns citam acampamentos (37%), ministérios voltados para a juventude (34%) e alguma expressão artística (25%). Poucos consideram como fator de influência para a sua conversão o contato com pessoa até então desconhecida (12%) e algum material evangelístico impresso ou programas de televisão ou rádio (9%).

Quando a estes são adicionados os percentuais dos jovens que responderam sobre os fatores que ‘influenciaram’ a sua conversão, a leitura da Bíblia sobe para 81%, a pregação para 71% e a conversa com amigos e familiares para 70%. Ministérios voltados para juventude, opção que estava em 7º lugar (com 34%), sobe para 4º lugar (com 60%).

Quer saber mais sobre a pesquisa feita com os jovens? Adquira o Caderno Jovem Ultimato! Saiba como.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.