Peça ao Senhor chuva de primavera, pois é o Senhor quem […] envia a chuva aos homens (Zc 10.1)

Salvo em caso de pecado, os israelitas podem contar com as primeiras e as últimas chuvas (Dt 11.13-15), também chamadas chuvas de outono e de primavera. Estas últimas eram as chuvas serôdias, isto é, aquelas que vêm no final da estação própria.

As primeiras chuvas caíam no outono e inverno, entre outubro e fevereiro, e eram essenciais para que os plantios começassem a crescer. As últimas chuvas caíam na primavera, nos meses de março e abril, e proviam o crescimento maduro de tudo que havia sido plantado.

Na demora ou na ausência das últimas chuvas, o povo deveria orar: “Peça ao Senhor chuva de primavera, pois é o Senhor quem faz o trovão, quem envia a chuva aos homens e lhes dá as plantas do campo”.

Não era para pedir o que já se possuía nem um leque enorme de favores. A oração devia mencionar com precisão a necessidade do momento, no caso do texto de Zacarias, a chuva de primavera.

Preciso das chuvas de outono para começar a crescer e das de primavera para amadurecer!

Texto originalmente publicado em Refeições Diárias com os Profetas Menores.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>