[500 Anos da Reforma]
Por Martinho Lutero

Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus. Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor. [Efésios 5.15-17]

Não devemos questionar se Deus, em sua sabedoria imutável, está disposto a nos ajudar e suprir nossas necessidades. Ao contrário, devemos dizer com convicção: “Eu creio que Deus tomará conta de mim, mas não conheço seu plano. Não sei exatamente como ele cumprirá sua promessa”.

Por esse motivo, devemos tirar vantagem das oportunidades que temos à mão. Precisamos obter nosso dinheiro por meio de trabalho árduo e diligência. Para continuarmos vivos precisamos de leite, alimentos, roupas e assim por diante. Isso significa que precisamos cultivar os campos e colher a safra. Aprovisionar para nós mesmos é uma responsabilidade dada por Deus. Não podemos usar a sua promessa de cuidar de nós como uma desculpa para não trabalharmos com afinco. Isso seria errado. Deus não deseja que sejamos preguiçosos e desocupados. Ele nos diz em Gênesis: “Com o suor do seu rosto você comerá o seu pão, até que volte à terra, visto que dela foi tirado; porque você é pó, e ao pó voltará” (Gn 3.19). Ele também diz que a terra “lhe dará espinhos e ervas daninhas” (v.18).
O Senhor está dizendo: “Eu prometo que cuidarei de vocês e lhes darei alimento. Contudo, desejo que vocês aproveitem ao máximo as oportunidades que tenho colocado em suas mãos. Se não fizerem isso, vocês estarão me testando. Todavia, se estiverem necessitados e nada houver disponível, neste momento eu cuidarei de vocês e lhes darei alimento de forma miraculosa. Mas mantenham isso em mente: se houver qualquer oportunidade disponível fui eu que as dei a vocês para que pudessem cuidar de si mesmos”.

Em 2017, Ultimato vai relembrar e celebrar os 500 anos da Reforma Protestante. O Blog publica, sempre às segundas-feiras, uma devocional do reformador Martinho Lutero, retirado do seu Somente a Fé – Um Ano com Lutero.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *