(UOL Notícias) Dados do IHA (Índice de Homicídios na Adolescência) mostram que, em 2010, 45% das mortes de jovens com idades entre 12 e 18 anos foram causadas por homicídios no Brasil. Ainda de acordo com o estudo, divulgado nesta quinta-feira (13) pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), Observatório de Favelas e LAV-UERJ (Laboratório de Análise da Violência), a cada mil adolescentes com 12 anos, três devem morrer antes de completar a maioridade.

O IHA apontou ainda que, se as condições que predominavam em 2010, quando foi realizado o levantamento de dados, não mudaram. 36.735 adolescentes serão vítimas de homicídio até 2016. O número equivale à população de uma cidade de médio porte, como Jundiaí (SP) ou Pelotas (RS).

As vítimas mais comuns de violência na adolescência são os jovens do sexo masculino, negros e que moram nas periferias. Ainda de acordo com a pesquisa, a arma de fogo seria o principal meio utilizado nos homicídios de adolescentes no país.

O IHA permite estimar o risco de adolescentes, com idade entre 12 e 18 anos, perderem a vida por causa de assassinatos. O índice foi calculado para os 283 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes.

O estudo é uma ação do Programa de Redução da Violência Letal Contra Adolescentes e Jovens, que visa à promoção de ações de sensibilização, à articulação política e à produção de mecanismos de monitoramento, no intuito de assegurar que as mortes violentas de adolescentes e jovens sejam tratadas como prioridade na agenda pública.

____________________

Reprodução da internet. Todos os créditos concedidos ao autor. Fonte: site UOL Notícias.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>