No seu terceiro estudo, o tema do Wright foi “Espalhando o nome de Deus”. Citou 1 Reis 8.22-30, 41-43, 56-61…

Pôs-se Salomão diante do altar do Senhor, na presença de toda a congregação de Israel; e estendeu as mãos para os céus e disse: Ó Senhor, Deus de Israel, não há Deus como tu, em cima nos céus nem embaixo na terra, como tu que guardas a aliança e a misericórdia a teus servos que de todo o coração andam diante de ti; que cumpriste para com teu servo Davi, meu pai, o que lhe prometeste; pessoalmente o disseste e pelo teu poder o cumpriste, como hoje se vê. Agora, pois, ó Senhor, Deus de Israel, faze a teu servo Davi, meu pai, o que lhe declaraste, dizendo: Não te faltará sucessor diante de mim, que se assente no trono de Israel, contanto que teus filhos guardem o seu caminho, para andarem diante de mim como tu andaste. Agora também, ó Deus de Israel, cumpra- se a tua palavra que disseste a teu servo Davi, meu pai.

Mas, de fato, habitaria Deus na terra? Eis que os céus e até o céu dos céus não te podem conter, quanto menos esta casa que eu edifiquei. Atenta, pois, para a oração de teu servo e para a sua súplica, ó Senhor, meu Deus, para ouvires o clamor e a oração que faz, hoje, o teu servo diante de ti. Para que os teus olhos estejam abertos noite e dia sobre esta casa, sobre este lugar, do qual disseste: O meu nome estará ali; para ouvires a oração que o teu servo fizer neste lugar. Ouve, pois, a súplica do teu servo e do teu povo de Israel, quando orarem neste lugar; ouve no céu, lugar da tua habitação; ouve e perdoa. –vv. 22-30

Também ao estrangeiro, que não for do teu povo de Israel, porém vier de terras remotas, por amor do teu nome (porque ouvirão do teu grande nome, e da tua mão poderosa, e do teu braço estendido), e orar, voltado para esta casa, ouve tu nos céus, lugar da tua habitação, e faze tudo o que o estrangeiro te pedir, a fim de que todos os povos da terra conheçam o teu nome, para te temerem como o teu povo de Israel e para saberem que esta casa, que eu edifiquei, é chamada pelo teu nome. – vv. 41-43

Bendito seja o Senhor, que deu repouso ao seu povo de Israel, segundo tudo o que prometera; nem uma só palavra falhou de todas as suas boas promessas, feitas por intermédio de Moisés, seu servo. O Senhor, nosso Deus, seja conosco, assim como foi com nossos pais; não nos desampare e não nos deixe; a fim de que a si incline o nosso coração, para andarmos em todos os seus caminhos e guardarmos os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, que ordenou a nossos pais. Que estas minhas palavras, com que supliquei perante o Senhor, estejam presentes, diante do Senhor, nosso Deus, de dia e de noite, para que faça ele justiça ao seu servo e ao seu povo de Israel, segundo cada dia o exigir, para que todos os povos da terra saibam que o Senhor é Deus e que não há outro. Seja perfeito o vosso coração para com o Senhor, nosso Deus, para andardes nos seus estatutos e guardardes os seus mandamentos, como hoje o fazeis. – vv. 56-61

Primeiro, enfatizou que Deus cumpriu as suas promessas para Davi, que vem desde Abraão e se realizou parcialmente em Salomão e plenamente em Jesus. Este é o teor dos versos 23-26. Assim, podemos confiar que também cumprirá as suas promessas para nós hoje, e não no sentido restrito de promessas para mim ou para meu benefício (mesmo que Ele responda as nossas orações), mas no sentido mais amplo de “nós” como povo de Deus todo e o cumprimento na realização da Sua missão.

Segundo, Deus alcança o estrangeiro! Os versos 31-40 são para Israel. Mas os versos 41-43 são para o estrangeiro porque conhecem o Seu nome!

No Antigo Testamento, o templo era o lugar onde Deus se expressava na terra. Hoje este “templo” é onde Jesus é reconhecido e adorado. Veja Efésios 2.20-22…

edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor, no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito.

É importante reparar que a passagem em 1 Reis pressupõe que o estrangeiro vai querer vir para o templo de Jerusalém ara ouvir e orar ao Deus de Israel! Deus ouvirá e responderá às suas orações!

Terceiro, é o povo de Deus que mantem os mandamentos de Deus como testemunho às nações… versículos 60-61.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.