Ensina-nos a pular para o lado certo; trilhas de oração nos levam ao destino prometido pelo Pai

Ensina-nos a pular para o lado certo; trilhas de oração nos levam ao destino prometido pelo Pai

Por Elsie Gilbert

Somos relapsos na oração com muita frequência. Talvez menos, quando a adversidade bate à nossa porta. Minha mãe sempre dizia que a necessidade é o que move o sapo a pular. Somos sapos, preguiçosos e mal agradecidos. E por isso, corremos o risco de sermos cozidos no caldeirão. Lembra? Outra história da minha mãe: “O sapo brincando na água do caldeirão não percebeu que alguém tinha acendido o fogo. A água foi esquentando. Quando ele percebeu que ia ferver, ele até tentou pular, mas já era tarde demais. Coitado do sapo, cozinhou!” Uma fábula de autor desconhecido que nos alerta para o fato de que “deixar a vida nos levar” não é uma boa ideia.  

Somos assim em relação à oração. Faz de conta que a oração é a nossa via de comunicação com uma criança amante dos animais que percebe o perigo e deseja nos ajudar. As adversidades são como o fogo. Não dá para se acomodar à água morninha que nos coloca em relativo conforto. A oração é o que nos compele a pular para o lado certo

Foi pensando nisso que começamos a construir trilhas de oração para que você se dedique à intercessão pensando em uma pessoa ou em um grupo pequeno de pessoas (como seus filhos, sobrinhos, netos, etc). Somos exortados a insistir em oração e o padrão desta comunicação com Deus deve ser alto. Precisamos nos alinhar com o Pai, pedindo a ele aquilo que ele já deseja para os nossos entes queridos. Fazendo assim, nós nos colocamos como cooperadores com ele. Passamos de “pedras de tropeço” para ajudantes. Lembra da bronca de Jesus? “Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino de Deus pertence aos que são semelhantes a elas” (Lucas 18.6 NVI). 

A primeira trilha que criamos tinha 30 dias e desafiava os parceiros da Rede Mãos Dadas a perseverar em oração durante um mês por uma única criança ou adolescente. Meses depois do desafio, uma pessoa me contou o resultado deste exercício na vida da sua família. Ela nos relatou que o marido tinha uma filha fruto de um relacionamento anterior. Esta filha já estava na adolescência e passava por um tempo de hostilidade em relação ao pai. Ao final dos 30 dias de oração, exatamente no trigésimo primeiro dia, a filha entrou em contato com o pai! A partir desta conversa eles acabaram se organizando para fazer um passeio juntos. Para o pai foi um tempo riquíssimo que há muito ele desejava e para o qual já estava preparado por meio da oração.  

Movimentos para o lado certo. Este é o objetivo. E para que ele se realize precisamos de audiências marcadas, intencionais, com atenção dedicada, com o Pai por intermédio do seu Santo Espírito e na certeza prometida a nós pelo Filho.

A Rede Mãos Dadas convida você a reservar 20 minutos por dia pelos próximos 7 dias para interceder especificamente por uma criança ou adolescente. Para tanto, criamos uma trilha de oração baseada no Salmo 25 como inspiração. Clique nos links abaixo:

DIA 1

Ensina-nos a esperar

“A ti, Senhor, elevo a minha alma. Deus meu, em ti confio.” Sl 25:1 

 

 

 

 

 

 

DIA 2

Ensina-nos a conhecer os teus caminhos

“Faz-me conhecer os teus caminhos, Senhor.” Sl 25:4

 

DIA 3

Ensina-nos a lembrar

“Lembra-te, Senhor, das tuas misericórdias e das tuas bondades” Sl 25:6

 

 

 

 

 

 

DIA 4

Ensina-nos a nos conduzir com humildade

“Bom e justo é o Senhor; por isso mostra o caminho aos pecadores.” Sl 25:8

DIA 5

Ensina-nos a desenvolver uma amizade profunda com o Senhor

“Quem é o homem que teme o Senhor?” Sl 25:12

 

 

 

 

 

 

 

 

DIA 6

Ensina-nos a encontrar refúgio em ti em meio a adversidade

“Os meus olhos estão sempre voltados para o Senhor.” Sl 25:15

 

 

 

 

 

 

 

DIA 7

Ensina-nos a esperar a tua libertação

“Porque a minha esperança está em Ti.” Sl 25:21

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.