Relato de Rebeca (nome alterado por segurança), em missão no noroeste da África

Somos o casal Joel e Rebeca, temos duas filhas e estamos há mais de dez anos trabalhando no noroeste da África. No país em que estamos, mais de 98% da população é muçulmana. Temos tido o privilégio de ver milagres de Deus. Pastoreamos uma igreja e muitas vidas têm sido transformadas. Pessoas têm aceitado Jesus como salvador e são transformadas, batizadas e alcançam outras pessoas. A igreja tem crescido de uma forma milagrosa e poderosa através do Espírito Santo, estamos muito felizes com isso.

Também temos um trabalho em duas aldeias, onde estamos iniciando uma igreja. Em uma delas, temos um projeto de corte e costura para homens e mulheres, alfabetização infantil, reforço escolar para jovens e um projeto de nutrição. Em outra aldeia, temos somente o projeto de costura para mulheres e alfabetização.

Nutrindo corpo e alma

Na capital, temos um projeto de nutrição infantil. Infelizmente, a desnutrição é a segunda causa de mortalidade infantil no país, perdendo só para malária. E aqui podemos oferecer às crianças condições e alimento para crescerem saudáveis. É maravilhoso ver a transformação física que acontece nelas.

Prevenimos a nutrição em atendimentos a bebês órfãos. Geralmente as famílias chegam muito sensibilizadas com a perda recente da mãe. Temos, assim, a oportunidade de abraçar, consolar, permitir que a família chore conosco. A cultura do país não permite o choro, falam que quando alguém chora a morte de alguém é porque questiona a vontade de Deus. Mas quando estamos só com aquela família permitimos que chorem e falamos do consolo do Espírito Santo. É uma experiência muito difícil pela perda, mas muito poderoso poder dar espaço para o choro e para que sintam a paz e o consolo de Deus. Verificamos se a família não tem condições, aceitamos as crianças no projeto e oferecemos o leite em pó conforme a idade. O acompanhamento segue até os seis meses, quando podem começar a consumir outros alimentos.

Atendemos outras crianças desnutridas, seja severa ou moderadamente. Oferecemos leite, farinha enriquecida, ferro e vitaminas. Uma nutricionista faz o protocolo alimentar de cada uma. Quando é um caso severo, que precisa de atenção especial, oferecemos alimentação especial três vezes por semana. E quando necessário, encaminhamos a criança para o hospital e damos toda a assistência.

Vimos já vários milagres, vou compartilhar um. Uma senhora chegou com um bebê muito desnutrido, a mãe havia falecido e ela era a responsável. Imediatamente tivemos de encaminhar para o hospital, ele já estava há mais de dez dias sem consumir o leite, só bebendo chá e água. No hospital, a médica falou que não daria certeza de que ele sairia. Se saísse, seria com muitas sequelas. Começamos a orar e pedir a Deus por um milagre. Ele ficou três semanas hospitalizado, saiu e hoje é uma criança linda, maravilhosa, forte e saudável. Irreconhecível nas fotos de antes. Pudemos orar com essa família e hoje seu pai fala que o projeto é a mãe dele.

Uma frase que gostamos muito de usar é que a gente nutre as crianças, mas também levamos amor e esperança às famílias. Ore por nós, estamos aqui com esses desafios, mas o Senhor tem nos dado a graça de ver milagres. Ore para que Deus nos fortifique e que possamos estar firmes na Rocha para resplandecer a luz e o amor de Cristo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.