Últimas de cá

Por Jean Mendes

Algo que talvez poucas pessoas saibam é que a Ultimato é também um ministério de oração. Diria que esse é um legado do nosso fundador, o pastor Elben César, e de sua esposa, Djanira. Tia Deja, como a chamamos, continua firme e forte nas orações, e nós fazemos o possível para acompanhá-la. A verdade é que nós levamos isso muito a sério. 

Assim, desde tempos remotos, mantemos reuniões frequentes de oração em equipe. Os motivos são os mais diversos. Oramos pelo nosso trabalho, claro, mas também por pedidos pessoais e gerais. Eis alguns dos alvos de nossas orações: colaboradores; clientes; parceiros; missionários; enfermos; encarcerados; autoridades políticas… e a lista não tem fim. Seja o que for, apresentamos diante de Deus “pela oração e súplica, com ação de graças” (Fp 4:6).

Da mesma forma, tem sido também ao longo da pandemia. Esse tempo terrível que vivemos, de tanto sofrimento e incerteza, fez com que intensificássemos nossas orações. Ainda que à distância, temos orado com mais frequência e por mais motivos do que antes. Através do ministério da oração, partilhamos dores e alegrias, e mantemos os nossos olhos fixos em Jesus. 

Agora, na semana em que o Brasil bateu o recorde de mortes em virtude da Covid-19, completamos cinquenta semanas de oração. Temos ainda mais motivos para orar, para lamentar, para protestar. Quando, no dia 20 de março de 2020, fomos surpreendidos com a notícia da quarentena em nossa cidade, não esperávamos que essa situação se estenderia por tanto tempo. Os desafios são muitos. Mas seguimos em frente, a cada semana, pedindo direção a Deus, nos adaptando e perseverando. 

Como disse certa vez nossa diretora geral, Klênia Fassoni, “era improvável que: a revista impressa continuasse, o Portal ampliasse seus canais de distribuição de conteúdo, a publicação dos livros ‘no final das contas’ mantivesse o ritmo, a equipe trabalhasse com alegria e motivação, muitos leitores mantivessem seu apoio às assinaturas patrocinadas e várias outras coisas”.

Somos gratos a Deus pelas bênçãos dadas. Não sabemos o que nos reserva o futuro, mas confiamos na bondade e na misericórdia de Deus. Por isso, convidamos você a se juntar a nós neste ministério excelente.

Desde 2017, Ultimato conta com um grupo de amigos que intercedem pela Editora, parceiros, publicações entre outros assuntos. Mensalmente, esses amigos recebem uma carta com motivos de gratidão e súplica. Se você também quer interceder por Ultimato, escreva para cartas@ultimato.com.br informando o seu nome completo e e-mail.

Vamos orar?


>> Baixe gratuitamente o e-book Conversando sobre Oração <<

Leia mais
» Precisamos de mais Georges Müllers e tias Dejas
» Ultimato: ao lado de muitos, há 53 anos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *