UltJovem_22_06_16_selo_meulugarnomundo-01Este é o ponto da caminhada onde estou: pastoreando e servindo jovens. Atualmente atuo como pastor em tempo integral com foco na juventude, ministério no qual já estou envolvido há 11 anos. Hoje é mais claro pra mim qual é o meu papel no mundo, pois descobri a resposta de outra pergunta semelhante: Qual é o meu papel no corpo de Cristo?

Sou pastor (ou pelo menos estou em processo de formação)! Sou pastor não pelo cargo, ou por estar trabalhando em uma igreja, mas sim porque o Espírito Santo me capacitou com dons que me ajudam especificamente nessa caminhada pastoral. Gosto de pregar, de ensinar a palavra, de aconselhar, de discipular, de produzir material para estudos bíblicos. Todos esses pontos me ajudam na caminhada pastoral.

Ao descobrir o meu papel no corpo de Cristo, consequentemente descubro o meu papel no mundo. Ele tem a ver com o cuidado de gente e com fazer com que as pessoas olhem para Deus e reflitam sobre Ele e a vida. Meu principal campo de atuação são os cristãos, e tenho por objetivo e desafio caminhar com os que estão próximos a mim, sendo instrumento de Deus para a edificação e preparo dessas pessoas, para que possam discernir seu papel no mundo e tenham conhecimento bíblico para servirem ao reino como discípulos bem preparados.

Essa descoberta foi (e tem sido) um processo. Nunca imaginei que seria pastor quando entrei no seminário. Tinha outros planos, mas algumas experiências foram moldando em mim um caráter pastoral. Nessa caminhada, dons e talentos apareceram e foram lapidados. Fui encontrando tarefas pelas quais sou apaixonado, como pregar e discipular. Também fui percebendo que em determinadas áreas em que eu achava ter aptidão, na realidade tinha mesmo era uma falsa sensação de aptidão. Tive que deixar essas atividades para focar no que realmente tenho talento para fazer.

É uma caminhada de “deixar” e “pegar”.  Um processo no qual você vai descobrindo novas aptidões, mas ao mesmo tempo precisa deixar algumas outras habilidades de lado para focar naquilo que realmente irá te auxiliar na jornada.

Nesse processo de descoberta, atualmente me preparo para uma transição ministerial, pois compreendo que, após 11 anos de dedicação a esse público, o ciclo de envolvimento com o ministério para a juventude está para terminar. Aproxima-se o fechamento dessa etapa e apresenta-se então o início de uma nova caminhada, que ainda não sei qual é. Mas o fato de eu ter clareza sobre qual é a minha função no corpo me ajuda a perceber qual é o meu lugar.

 

BlogUlt_15_08_16_calebeCalebe Ribeiro, 29 anos, casado com Myrna Ramos. Mora atualmente na cidade do Rio de Janeiro. Formado em Teologia e em Sociologia.

  1. Glórias à Deus pelo seu trabalho, me ajudou bastante, entendo que precisamos ter com clareza, conciencia o nosso papel no mundo, para assim saber nossos limites, e poder produzir mais frutos para Deus, Abraço Pastor Calebe. Pax !

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *