A Semana da Pátria já passou, mas ainda podemos celebrar a identidade brasileira. Nossa singularidade, aquilo que nos marca como povo, talvez seja justamente a diversidade; somos uma civilização calcada na intensa miscigenação das etnias.

Em parceria com o blog Pitadinha, queremos exaltar um dos símbolos culturais mais bonitos de nosso país. A culinária brasileira é rica, diversificada, cheia de cores, de sabores, carregada de histórias, de cheiros, memórias, de afeto, de criatividade. Assim como a cultura, as expressões da culinária não são estáticas, estão em movimento e em constante transformação.

Norte

A culinária do Norte do Brasil possui forte influência indígena, com muitos pratos de peixes e carnes de caça. Parte da cultura portuguesa foi incorporada na gastronomia através dos imigrantes que permaneceram na região após a colonização. O bioma amazônico oferece ingredientes típicos, dificilmente encontrados no restante do país.

Nordeste

A culinária nordestina é fortemente influenciada pelas condições geográficas e econômicas — principalmente, pelas comidas africanas/portuguesas.  Os pratos contém, geralmente, muitos vegetais, carne bovina e caprina, peixes e frutos do mar. Devido ao bioma da caatinga, os pratos adquiriram um sabor forte, apimentado e com alto teor calórico. Já no litoral,  receberam um sabor carregado, além de uma variedade de ingredientes e cores.

Centro-Oeste

O Centro-Oeste, região de cerrado, possui uma gastronomia variada, marcada pela pecuária com o consumo de carnes e tem também a contribuição da culinária indígena de onde surgiu o uso de raízes, como a mandioca.

Sudeste

A variedade gastronômica do Sudeste surgiu principalmente por causa da chegada de imigrantes, dos colonizadores e também dos povos que já residiam no Brasil. Influências das culturas indígenas, bandeirante, negra, dos imigrantes europeus, japoneses, árabes, tornou a culinária do Sudeste extremamente variada, rica em massas, suchis, bolinho caipira, tabule e é ainda a maior produtor de queijos e doces do país por causa da produção de leite.

Sul

A região Sul, com temperaturas baixas, é composta pelo bioma dos Pampas, e devido ao clima semelhante ao europeu, recebeu vários imigrantes italianos, que disseminaram pratos como a polenta, as massas embutidas e o vinho. Já a cozinha alemã também influenciou com biscoitos, pães caseiros, bolos, geleias, salame e cervejas. Também receberam influência dos países que fazem fronteira (Argentina, Paraguai e Uruguai), sendo o churrasco uma das principais comidas derivadas dessa aproximação.

Agradecemos a parceria com o blog Pitadinha, pela contribuição com as fotografias que dão água na boca. Convidamos você, leitor, a engrossar nosso caldo, enviar fotos de pratos típicos de sua região e também enxergar beleza naquilo que come.  Escreva para apoio.comunicacao@ultimato.com.br


Nota:

As informações sobre as regiões brasileiras foram retiradas do site Comidas Típicas.

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *