Milton Schwantes costumava se referir à Ultimato de uma maneira curiosa: “Ultimato faz ecumenismo da maneira certa. Fala e ouve a todos, mas não briga ou perde a mensagem”.

Queremos relembrar e também homenagear o professor, orientador acadêmico e mentor de muitos cristãos, dr. Milton Schwantes, morto na madrugada da última quinta-feira. O professor Schwantes dedicou boa parte da sua vida à leitura comunitária da Bíblia, influenciando e encantando os crentes com a prática e a exposição das Escrituras. Era pastor luterano, doutor em Antigo Testamento pela Universidade de Heidelberg, na Alemanha, além de doutor honoris causa pela Universidade de Marburgo, na Alemanha, e desde 1988 era professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP).

Compartilhamos com o leitor parte do caderno especial “Jubileu da Terra: a igreja e o meio ambiente”, publicado pela revista Ultimato em maio de 2005, que contou com a preciosa contribuição do pastor Schwantes.

Milton Schwantes foi também coautor de dois títulos publicados pela Editora Ultimato: Jardim da Cooperação– evangelho, redes sociais e economia solidária (2008) e Uma Criança os Guiará – por uma teologia da criança (2010).

  1. Milton um até breve continuaremos lendo a Bíblia nos céus!
    Tantas vezes nos reunimos em São Leopoldo na Faculdade Luterana, para o encontro dos Biblistas do Rio Grande do Sul. Foi nestes encontros de estudo e convívio que se pode conhecer o verdadeiro Milton Schwantes. Para ele não havia muros de separação entre católicos e protestantes, o estudo da Bíblia unia a todos. Suas ideias e trabalhos apresentados nestes encontros, muitos se transformaram em artigos e livros. Sem falar das inúmeras publicações do Cebi: A Palavras na Vida ou Por trás da Palavra etc. Os encontros dos Biblistas no Sul sempre foram momentos de convívio fraterno de conhecimento mútuo de troca de idéias e de incentivo no acabamento de artigos bíblicos e livros .Com seu desaparecimento a leitura ecumênica da Biblia, perde um de seus maiores defensores e incentivadores. Certamente deixará saudade, sua palavra, seus artigos seus livros. Todo o universo dos estudiosos da Biblia, centenas de alunos nas Faculdades de Teologia, que um dia escutaram sua palavra, debateram suas ideias hoje se lamentam a perda.Que Deus continue a suscitar biblistas populares para que cada vez mais sua palavra seja amada e difundida. Até breve Milton e muito obrigado!

  2. Achei curioso a palavra ‘biblista’ e confesso que o impacto inicial era de alguma coisa ultra-conservadora, cheirando a mofo. Preconceito meu!

    Fui ver melhor aqui e realmente descobri um universo muito interessante mesmo, um acervo fabuloso.

    Interessante no sentido de: se alguém desejar investigar algum assunto de relevância em alguma área de pesquisa na bíblia em maior profundidade, basta checar o acervo fornecido pelo site.

    1. O objetivo do projeto não é reforçar ou não posição eclesiástica, ortodoxa ou apologética, mas simplesmente fornecer dados, informes e ajudar na pesquisa sobre a bíblia. Leio: “O projeto está ligado à área de Literatura e Religião no Mundo Bíblico. Tem como objetivo incentivar a pesquisa bíblica, facilitando o acesso ao material bíblico produzido na América Latina e no Caribe.”

    E aqui o alcance ao leitor-pesquisador:

    2. “A Bibliografia Bíblica Latino-Americana surge em tempos em que a Bíblia está sendo descoberta, em meio às comunidades cristãs da América Latina e do Caribe, como fonte inspiradora de um novo jeito de ser igreja, como novo modo de formular religião à luz das experiências cotidianas e políticas.”

    E o Milton Com isso?

    3. O Dr. Milton era o coordenador do Projeto! Eis a perda, noves fora o caráter pessoal e doloroso para um universo enorme de pessoas que foram beneficiadas com a sua vida e vocação.

  3. O mundo é bom por causa dessas pessoas. Esse é o legado que devemos nos inspirar. Grande Milton Schwantes.
    Pedro Piani (Mestrado no Programa de Ciências da Religião da Metodista)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.