Nem sempre fomos mordomos fiéis. Devido à nossa ignorância, negligência, arrogância e cobiça, temos causado danos ao planeta e quebrado as relações da criação (Génesis 3.13-24). O nosso fracasso causou a atual crise ambiental, que tem provado as mudanças climáticas e colocado em perigo os ecossistemas da Terra. Toda a criação está sujeita à futilidade e à corrupção decorrentes da nossa desobediência (Romanos 8.20)”.
Fragmento da “Declaração sobre Mordomia e Alterações Climáticas”, 4ª Consulta Trienal da Rede Miqueias.

Vem aí uma boa oportunidade de colocar em prática a fé que confia em Jesus Cristo como redentor e reconciliador de todas as coisas (2 Co 5.18,19). No dia 6 de novembro acontece o Dia Global de Oração e Ação para Enfrentamento das Mudanças Climáticas, organizado pela Tearfund. Que tal participar?

ORE: incorpore as alterações climáticas nas suas orações e intercessões, durante o culto na igreja. Reze em casa ou reúna-se com os amigos para orar em um grupo pequeno.

AJA: Incentive os líderes mundiais a tomarem medidas ambiciosas e justas para combater as alterações climáticas e fornecer o financiamento necessário para ajudar as pessoas pobres a se adaptarem e se desenvolverem de forma sustentável. Você pode também apoiar ministérios que desenvolvam trabalhos nessa área, como é o caso da ONG cristã A Rocha Brasil e a Rede Fale.

Video not available

 
Leia também

Assim na terra cono no céu
Meio ou fim?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.