Acostumado a pensar nos “livros que mais influenciaram” ou que “fazem a cabeça”, quase nunca me vem à mente falar em filmes ou documentários. Faço uma exceção hoje, alertado pelo Blog do Luis Nassif, para celebrar 20 anos do curta-metragem Ilha das Flores, do cineasta Jorge Furtado. Não me lembro de outro documentário com tamanho impacto na minha visão de mundo. Tá bom, não vi muitos documentários e isso pouco importa. Ilha das Flores ganhou um monte de prêmios e é uma ótima lembrança para quem gosta de economia, de política, de dar boas risadas e… de missão integral.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *