Por Juliana StelliP10_Receita_11_03_15_canjica

Dia desses comprei milho para munguzá achando que era milho pra pipoca. Na minha terra só se faz munguzá com milho branco, fica mais fácil diferenciar. Mas a receita tradicional pernambucana é com milho amarelo. Como munguzá (ou canjica) não é minha especialidade, fui fazer o que todo mundo faz: pesquisei na internet uma receita fácil e simples. Encontrei uma senhorinha muito simpática que num vídeo caseiro me ensinou a preparar o munguzá mais gostoso e mais cremoso que já provei. Hoje em dia são tantos vídeos super produzidos que acho que me acostumei com esse padrão e esqueci que às vezes a gente só precisa que alguém nos ensine uma receita mesmo. É muito lindo assistir um vídeo de uma equipe que pensa cada detalhe e surpreende com tanto profissionalismo e competência. Mas eu só queria aprender a fazer munguzá, e isso a Dona Zinha fez muito bem, sem firula, sem enrolação. Era só ela, a sua cozinha, e um sorriso. Obrigada, dona Zinha!

Veja os ingredientes:

  • 250 g de milho para canjica/munguzá
  •  1 lata de leite condensado
  • 50 g de coco ralado úmido e adoçado (usei 1 xícara de coco fresco)
  • 1/2 colher de sopa de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 500 ml de leite
  • 200ml de leite de coco
  • 1/2 xícara de açúcar

Siga os passos:

  • Coloque o milho com 1 e 1/2 litro de água e o fermento na panela de pressão e conte 1 hora depois que começar a fazer o barulhinho
  • Desligue o fogo e deixe a panela fechada por 1 hora sem tirar a pressão para terminar o cozimento
  • Adicione o restante dos ingredientes, misture tudo e cozinhe em fogo baixo mexendo sempre até atingir a consistência desejada – eu gosto assim, beeeeem cremosinho!

Muitas receitas mandam deixar o milho de molho de um dia para o outro, mas usando o fermento o milho cozinha e fica no ponto certinho. E como reeeende, gente! Essas receitinhas econômicas são sempre bem vindas, né não!?

***

Juliana Stelli — mãe em tempo integral e cozinheira nas horas vagas. Pedagoga por formação, cozinheira amadora por opção, porque amador é quem faz por amor. Veja outras receitas no blog da Juliana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>