Trecho de ferrovia antigo – Universidade Federal de Viçosa / MG

Por Elsie Gilbert

Há vantagens presentes nos momentos de antecipação a uma grande tempestade. A nuvem adiante de nós, além de gerar ansiedade, produz em nós cautela e um espírito de preparação. Quando está tudo bem, quando o nosso barquinho vai de “vento em popa”, ou nosso trenzinho desce a ladeira, é difícil parar para ponderar, refletir, e acertar a rota.

Vejam a imagem ao lado. A foto foi tirada hoje pela manhã quando me dirigia à uma reunião no CEM (Centro Evangélico de Missões), aqui em Viçosa. Este trecho de ferrovia está inoperante há muito tempo. Portanto, não me alarmou o fato de um dos trilhos ter adquirido uma curva totalmente inadequada e perigosa. Se a ferrovia ainda funcionasse, este seria com certeza um ponto a ser revisto e corrigido ou o resultado seria um desastre. Creio que assim é também para nós que trabalhamos em favor das crianças e adolescentes mais vulneráveis. Às vezes a rota precisa ser revista, avaliada e corrigida. Não fazer este exercício pode nos levar a desastres que poderiam ter sido evitados.

A ACRIDAS, uma organização que por 33 anos acolheu crianças em casas lares, conta um pouco de como este exercício tem resultado em um novo tempo para a organização, para a igreja local e para as crianças do seu entorno. Veja o depoimento da Leolina Cunha, atual superintendente de programas da ACRIDAS:

“Gosto do texto bíblico que afirma: ‘Pai de ÓRFÃOS e juiz de viúvas é Deus, no seu lugar santo. Deus faz que o solitário viva em FAMÍLIA; liberta aqueles que estão presos em grilhões; mas os rebeldes habitam em terra seca.’  Salmos 68:5,6.

Estamos aqui na ACRIDAS vivenciando um grande mover de Deus. Fomos por 33 anos uma instituição que trabalhou com acolhimento institucional e agora estamos gradativamente migrando para o acolhimento familiar. Em 2017 realizamos uma capacitação e formamos 5 famílias das quais duas se tornaram famílias acolhedoras.

Agora em 2018 estamos capacitando 24 famílias das quais escolheremos mais 8 para formamos um grupo de dez famílias acolhedoras na nossa instituição.

O melhor de tudo é que fomos buscar as famílias dentro das igrejas cristãs evangélicas e a receptividade foi surpreende. Temos inclusive lista de espera já para a próxima turma que começará o processo de capacitação em 2019.

Deus ama esses pequeninos vítimas de violência. Ele tem pressa e deseja usar a igreja para socorrer e amar os mesmos.”

Se você se encontra em um momento de pausa no seu ministério para rever rotas e endireitar linhas curvas, entre em contato conosco. Será um prazer colocar você em contato com outras pessoas que caminham no mesmo sentido e que podem compartilhar suas experiências com você.

 

Leia mais:

-> Debaixo da nuvem escura que paira sobre nós, Deus está presente e atuante!

-> O que fazer enquanto se espera a nuvem passar: celebre as pequenas vitórias

-> O que fazer enquanto você espera a nuvem passar…

-> Debaixo da Nuvem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>