Com sua cultura particular e as dificuldades socioeconômicas, as comunidades de pescadores são um campo missionário transcultural que precisa de oração no Brasil. Convidamos Reinaldo Figueiredo Leareno, diretor de área da MEAP (Missão Evangélica de Assistência aos Pescadores) no Maranhão, a compartilhar como nossas comunidades de fé podem interceder pelo trabalho. Ele se coloca à disposição de igrejas e conferências missionárias e compartilhou com o Caminhos da Missão como orar pelo ministério nas ilhas do Maranhão.

“A igreja ou sua equipe de missões pode organizar momentos de intercessão específicos ou inserir naqueles já comuns à comunidade nossos pedidos e louvores. É só enviar uma mensagem para meapma@meap.org.br e compartilhar o interesse na parceria de oração. Regularmente comunicaremos os motivos de louvor, gratidão e intercessão.

Ainda neste ano de 2018, precisamos de oração pela adaptação dos missionários Jurandir e Zilma, que vieram de São Paulo, e Raí e Cláudia, que vieram do Pará com as filhas Ester e Raquel. Adaptação a esse contexto transcultural, a vida na ilha Santa Bárbara e todos os contextos que envolvem esse ministério. Também para que o Senhor levante novos parceiros para o sustento dos missionários.

É necessário orar pela saúde dos missionários e pela plantação da igreja na ilha, que é o trabalho atual deles. Além disso, orar por uma solução para perfuração de poços semiartesianos, maneira pela qual que tentamos minimizar o sofrimento pela falta de água potável. E principalmente neste tempo da estiagem, que vai de setembro até janeiro, quando tem pouca água e com baixa qualidade.

Também pedimos oração pela presença de voluntários de curto período nos campos, atuando com a sua vocação, sua profissão, suas habilidades pessoais, aquilo que ele sabe fazer e pode ensinar na comunidade. É uma oportunidade de testemunhar de Jesus e falar do evangelho de uma forma diferente, seja na área de esporte, educação, saúde, de inúmeras formas simples, cooperando com o trabalho dos missionários na ilha.”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>