Falecido em 15 de maio de 1984, aos 72 anos, vítima de um câncer, Francis A. Schaeffer foi um dos pensadores cristãos mais influentes do século 20. Por alguns ele é considerado como conversador, tantos outros se perguntam se vale a pena ouvir de novo sua voz no mundo contemporâneo e no Brasil de hoje. Estudiosos do legado de Sschaeffer, como Guilherme de Carvalho, afirmam que Francis Schaeffer é crucial para a igreja evangélica brasileira no século XXI. “Schaeffer é relevante para o Brasil. […] é um mestre de espiritualidade com uma abordagem genuinamente pós-iluminista; talvez um dos poucos que temos assim. Ele escreve sobre espiritualidade cristã e evangelização genuína no mundo de hoje, em termos de como esse mundo funciona, confrontando a mente moderna/hipermoderna e mostrando com clareza a verdade do evangelho”, explica Carvalho.

Schaeffer fundou a comunidade L’Abri na Suíça, ministério de alcance internacional, e escreveu diversos livros, entre eles O Deus que Intervém, A Arte e a Bíblia e A Morte da Razão, com milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. Do último título selecionamos doze frases que lembram o legado do autor.

Leia mais
Francis Schaeffer para o Século 21

 

Livro da Semana   |   Paul Tournier

 

Para Paul Tounier, a ternura não é pieguice ou enternecimento. É atenção à pessoa, restabelecer a primazia das pessoas sobre as coisas.

 

Penso que o futuro está na ternura, mas temo ser mal compreendido.

Participei do Instituto Ecumênico, em que houve um seminário sobre o ministério de cura na Igreja. Tive o prazer de promover um verdadeiro diálogo entre teólogos e médicos. Naturalmente alguns participantes se agruparam ao meu redor e questionaram-me sobre este livro, que eu estava escrevendo. Estava sendo interpretado por uma charmosa polonesa chamada Halina Bortnowska.

De repente, ela parou de me interpretar para perguntar vivamente: “Ternura! Como é irritante para uma mulher ouvir sem cessar sobre uma missão de ternura! Não é uma forma de enviá-la para uma casa de repouso, fora da vida ativa, à margem da sociedade, de contestar suas capacidades intelectuais e objetivas e reduzi-la a uma função inferior de consoladora?” Tentei aplacar a sua revolta colocando um pouco da ternura permitida nesse tipo de ambiente tão hostil.

Continue lendo →

Donas de casa, enfermeiras, costureiras, geólogas… Seja qual for a ocupação das nossas mães, elas ainda têm mais uma atribuição: são professoras por excelência!

Aqui no blog você pode ler alguns dos ensinamentos das mães dos ultimateiros, e a gente aproveitou para perguntar também nas nossas redes: O que sua mãe te ensinou? Foram muitas boas lições! Compilamos aqui 25 delas. Mães são mesmo uma benção!

Com a palavra, nossos leitores:

1 – A amar a Deus. (@loidepatricia, @ruthlonguinho, @roselimxs, @samiraeller e @comprometidoscom_a_palavra)

2 – A fazer o bem, não importa a quem. (@luzia.silvestre.1 e @gloria_andrade276)

3 – A dar o meu melhor em tudo que faço. (@natth_mr e @tulio_simplesmente_t3n)

4 – A não ter medo de me posicionar. (@quelzinharpm)

5 – A nunca mentir, porque a verdade uma hora sempre aparece! (@caci.missoes)

6 – A ser prevenida. (@angela.de.carvalho)

7 – Minha mãe me ensinou como ser perseverante em oração, buscando total dependência à Deus. Ela me ensinou isso quando eu estava perdido no mundo, apostatado de minha fé, pois sempre orava. E sim, Deus ouviu as orações de uma mãe fiel! (@aquillamonteiro) Continue lendo →

O assinante viu primeiro e já recebeu em casa a edição de maio-junho da revista Ultimato.

Agora, a edição 365 também pode ser lida no Portal. Na capa, e também no miolo, a “família”.

Ultimato quer fortalecer valores cristãos sobre casamento e família. Redescobrir e relembrar verdades bíblicas que tragam ânimo e esperança aos pais, aos filhos e aos casais sobre a origem e o propósito da família.

Também nesta edição, além dos conhecidos colunistas, uma entrevista especial com o pesquisador David Lyon, sobre o impacto da tecnologia, mídias sociais e vida cristã.

Para degustação, confira no SUMÁRIO (abaixo) o que mais você vai encontrar nesta edição.

“Família” é também o tema do portal. Acompanhe aqui os artigos e estudos bíblicos ao longo do mês de maio.

 

Se fosse vivo, Paul Tournier completaria 119 anos dia 12 de maio. Falecido em 7 de outubro de 1986, o médico suíço ficou conhecido internacionalmente como psiquiatra cristão. Ele também foi escritor traduzido e publicado em mais de trinta idiomas. Começou sua vida profissional como médico em Genebra e é um dos precursores da medicina integral, que o levou à prática da psicoterapia. É autor de, entre outros, Mitos e Neuroses, A Missão da Mulher, É Preciso Saber Envelhecer e Culpa e Graça. É deste último título que selecionamos quinze frases ilustradas para lembrar o legado do Paul Tournier.

Se perguntarmos para nossas mães, é bem provável que digam que nós, os filhos, somos “presentes de Deus” para elas. E se nos perguntarem sobre elas, a recíproca vai ser verdadeira.

Em maio, o portal Ultimato está repleto de artigos sobre família, na campanha “Família, graças a Deus”. Aproveitando que o dia das mães vem aí, perguntamos aos nossos leitores: o que sua mãe te ensinou?

Deixe seu comentário por aqui ou em nossas redes sociais, que logo mais ele aparecerá no blog. Enquanto isso, é hora de ficar maravilhado com quanta coisa boa as mães de quem trabalha aqui na Ultimato têm para ensinar. Uma preciosa coleção!

Com a palavra, os ultimateiros:

 
“Minha mãe me ensinou sobre união. Sou grata a ela por não ter separado minhas irmãs e eu quando meu pai faleceu. Ela lutou, criou as quatro filhas sozinha, com a ajuda de Deus, e nos ensinou a trabalhar”.
Tânia

“Não faça aos outros o que não queres que te façam”.
Lucinea

“Minha mãe me ensinou que oferecer às visitas um bom lanche ou refeição, seja um prato bem elaborado ou improvisando com pouco que você tem, é uma boa maneira de demonstrar o quanto você aprecia a companhia dessa pessoa, que tem prazer na visita dela e a quer de volta outras vezes”.
Phelipe Continue lendo →

Livro da Semana   |   Carlos Catito Grzybowski e Jorge E. Maldonado

 

Quando uma decisão é tomada unilateralmente, frequentemente resulta em crise. O difícil caminho do diálogo.

A vida do primeiro casal não estava isenta de crises. A primeira e mais profunda delas acontece exatamente quando eles, em sua rotina, deixam de buscar a Deus como casal e passam a ouvir outras vozes que pretensamente têm instruções a lhes dar para a vida.

A crise nesta vida paradisíaca se inicia quando a serpente se encontra com a mulher, que está sozinha, sem a companhia do esposo. É interessante observar que a serpente escolhe exatamente esse momento, pois quando estamos sozinhos ficamos mais vulneráveis. Por isso o sábio afirma em Eclesiastes 4.9-10 que é sempre melhor serem dois. O fato de estar sozinha faz com que a mulher tome uma decisão sem consultar seu cônjuge – e essa decisão se mostra equivocada.

Continue lendo →