O cansaço é inerente à vida, está lá na sentença do Éden: “Com fadigas comerás dela todas os dias” (Gn 3.17)1. E não se trata apenas de fadiga física. Como lembra Stott: “Somos criaturas pneumato-psicossomáticas, porque somos corpo, mente e espírito. Não é fácil entendermos a inter-relação entre estes três elementos, mas sabemos que a condição de um afeta os outros”2.

As Escrituras registram como personagens bíblicos reagiram a diferentes experiências de cansaço. Quando desabafamos sobre como nos sentimos em tempos de exaustão, fazemos coro com Rebeca, Jó, Davi, Salomão, Asafe, Isaías, Jeremias, Elias e tantos outros. A Bíblia também está repleta de promessas dirigidas aos cansados (“Deus fortalece o cansado e dá grande vigor ao que está sem forças”, Is 40.29) e de recomendações sobre como viver com sabedoria para evitar o cansaço (“Não andeis ansiosos de coisa alguma”, Fl 4.6). A fiel observância do dia de descanso nos levaria a prevenir muitas situações de fadiga.

É louvável que segmentos da igreja cristã no Brasil e no mundo – alarmados com o número de pastores e líderes que sofrem com cansaço, esgotamento, síndrome de Burnout e, até mesmo, suicídio – tenham despertado para o cuidado de sua liderança. Essa pauta está sendo cada vez mais acatada por igrejas e organizações e traduzida em reflexões e programas.

Não estamos livres do cansaço. Precisamos resgatar os textos bíblicos em que os cansados são desafiados a resistir, a persistir na esperança e a se cuidarem.

E você, está cansado de quê? Que carga pesada está carregando?

O convite de Jesus é para todos: “Vinde a mim todos os que estais cansados de carregar suas pesadas cargas, e Eu vos darei descanso. […] Pois meu jugo é bom e minha carga é leve” (Mt 11.28)3.

 

Notas
1. Jairo Fridlin e David Gorodovits. Tanah Completo – hebraico e português.
2. John Stott. A disciplina do descanso e do relaxamento.
3. Bíblia King James.

 

Texto originalmente publicado na matéria de capa da edição 380 da revista Ultimato.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *