Check in Vocare2018 (Foto: Filipe Medeiros)

Jovens de todo o Brasil se reúnem a partir de hoje, 31 de maio, em Maringá, PR, para o maior encontro nacional de despertamento vocacional para a juventude cristã. Coordenado pela Associação de Missões Transcultural Brasileira (AMTB), o encontro Vocare 2018 acontece nas dependências da Unicesumar e vai até domingo, 3 de junho. A expectativa da organização é reunir cerca de 850 participantes nesta quarta edição do evento.

De acordo com Rodrigo Gomes, coordenador geral do congresso, o Vocare que “ajudar a juventude a descobrir sua vocação de vida, o sentido pelo qual o jovem estuda, trabalha e faz suas escolhas profissionais. Isso vai além do imediato, mas envolve decisões permanentes. Acreditamos que, com o Vocare, este jovem poderá fazer isso em conjunto com muitos outros jovens”.

A programação conta com diversas atividades, algumas acontecendo simultaneamente. Além  das atividades que acontecem todo ano, como as palestras, os pequenos grupos, a maratona de leitura bíblica pública, a sala de oração e o espaço para conversas – Hangout -, este ano o congresso conta com painéis sobre temas relevantes, como política e suicídio.

A abertura foi marcada pela arte. Além da intervenção artística do grupo de dança Arte de Transformar, os participantes cantaram acompanhados da voz da cantora natalense, Ana Heloysa, e do Projeto Sola. A primeira fala da tarde foi de Fábio Silva, da ONG Novo Jeito, que contou como um pequeno grupo de discipulado doméstico começou a realizar ações de impacto em Recife, PE, após serem questionados por um vizinho não cristão sobre a relevância da fé cristã.

Caravana de surdos no Vocare2018 (Foto: Lissânder Dias)

Um dos diferenciais do Vocare é acessibilidade. As principais plenárias e os momentos de música contam com tradução em Libras. Na tarde de hoje, o pastor surdo Fábio Vedoato falou sobre sua conversão e o seu processo de descoberta vocacional. Ele está no evento com uma caravana com cerca de quinze surdos.

A Cia. de Teatro Expressão de Amor abriu a noite apresentando um teatro de cordel.  Os participantes também puderam ouvir o testemunho de um casal brasileiro com experiência missionária na China, onde tiveram oportunidades de compartilhar o evangelho na universidade.
“Conheci uma colega de mesa na universidade e começamos a almoçar juntas. Como de costume, orávamos e ela passou a nos acompanhar. Com o tempo vieram os pedidos de oração dessa amiga: pela carteira de habilitação, noivado, casamento etc. A partir das orações tivemos a oportunidade de falar de Jesus. Depois dos 4 anos de estudos, nunca mais veríamos essa moça novamente. Ela teria que voltar ao seu país de origem e não poderia sair novamente sem uma permissão do seu Governo, porque ela era norte-coreana.”, contou a missionária brasileira.
A última palavra do dia foi proferida por Igor Miguel, que levou os participantes a refletirem sobre vocação e identidade. “O mistério da vocação é um reflexo do que somos, mas não é o que somos. Nossa identidade é determinada por aquilo que Jesus fez.”, enfatizou Igor.
 
A editora Ultimato apoia o Movimento Vocare. A cobertura dos melhores momentos do congresso você confere aqui no blog da Ultimato. As principais plenárias serão transmitidas ao vivo na página do Vocare no Facebook: @vocarebrasil.

MELHORES MOMENTOS DO 1º DIA DO VOCARE 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>