Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito emseus efeitos.

Tiago 5:16

É costume entre os cristãos – ou deveria ser – orar diariamente. Mais do que isso: mesmo durante o dia, devemos apresentar a Deus as nossas atividades cotidianas, as nossas mínimas aflições e as pequenas bênçãos com as quais somos agraciados. Apesar da beleza dos joelhos dobrados, para orar não é preciso estabelecer um ritual em torno da prática: o simples ato de direcionar o nosso pensamento a Deus em reconhecimento genuíno de que tudo (TUDO!) provêm Dele já é suficiente.

Apesar de ideal, não é essa a realidade de muitos de nós. Esquecemo-nos de quanto é importante falar e, principalmente, ouvir a opinião de Deus sobre as nossas ações e decisões. Nos esquecemos especialmente daqueles que nos pedem, fraternalmente, que sejam lembrados em nossas orações, sejam coletivas ou individuais. Não oramos por aqueles de quem gostamos, quem dirá por nossos inimigos, como recomenda Jesus!

Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem.

Mateus 5:44

Por saber que esse tempo de oração é extremamente importante, mas que nem sempre conseguimos nos organizar o suficiente para fazê-lo, trazemos algumas dicas! Aproveite o nosso Desafio do Tempo e repense a sua rotina. O que você pode fazer para melhorar a sua relação com o tempo?

– faça um compromisso de oração com alguém, de preferência um amigo. Convide-o a orar com você e, se a presença física não for possível, marque horários e use o telefone e a internet para “encurtar as distâncias”;

– faça uma agenda de oração: liste todas as pessoas que pedem oração, as pessoas de quem gosta e aquelas com as quais tem problemas. Ao lado de seus nomes, coloque os motivos de oração de forma direta. Depois de tudo listado, divida por temas e atribua um dia da semana para cada tema. Escreva em papeis separados cada lista e deixe em um lugar visível, para que não se esqueça desta tarefa;

– coloque lembretes no celular sobre campanhas de oração específicas: por não fazerem parte da rotina, costumamos nos esquecer dos motivos de oração eventuais, como por exemplo o Mutirão de Oração ou o Domingo da Igreja Perseguida;

– ore pelas tarefas inacabadas: apresente as dificuldades para terminar aquelas tarefas que vem postergando há dias a Deus. Ore também para que o Senhor o ajude a definir prioridades durante o dia e para que a “roda viva” das preocupações diárias não tome o lugar das coisas realmente importantes.

 

E aí, você aceita o desafio de organizar seu tempo de oração?

Compartilhe com a gente se as dicas foram úteis e se você tem mais estratégias para aproveitar o tempo em prol da oração!

  1. Olá, graça e paz.

    Que alegria encontrar este texto, realmente edificante.
    Minha alegria é maior ainda pois em 2011 iniciamos (eu e minha esposa) um projeto de oração e jejum, que chegou até a internet com o nome #TempodeOração e a proposta é orar incessantemente por missões, isso mesmo, um clamor durante todo o ano.

    Devido ao conteúdo insentivador e desafiador, gostaria de pedir a permissão para republicar este texto (na íntegra e com créditos, é claro) em nosso BlogFpM, no endereço http://blogfpm.blogspot.com.

    Glórias ao SENHOR por suas vidas.

    Edinelson F. Lopes
    Ministério Fogo para Missões

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>