Djanira Momesso César, a tia Deja, esposa do Pastor Elben e uma das fundadoras da revista Ultimato, é uma matriarca muito bem-humorada. Seu slogan é “rapadura é doce, mas não é mole não”. Com esta frase, ela nos faz rir e nos encoraja a continuar trabalhando, não obstante as dificuldades e desafios.
Nesta manhã, tia Deja completou 79 anos. E nós, os funcionários, nos juntamos a ela e celebramos a sua vida – e também a nossa – que, apesar da dureza, também tem um sabor doce e alegre, porque cremos que Jesus nos dá esperança e nos ajuda na caminhada.

Tia Deja tem uma paixão: tartarugas. Já viu a da foto? Detalhe de origem colombiana

No final, tia Deja foi convidada a falar e nos brindou com estas sábias palavras:

“Na terceira idade somos identificados pela maturidade. Servimos para aconselhar, cuidar dos netos. Mas às vezes, dá uma sensação de inutilidade. Dou graças a Deus pela Ultimato, porque posso orar todos os dias por vocês e pela editora. Rapadura é doce, mas não é mole não!”

Hoje também comemoramos o aniversário da nossa coordenadora editorial, Bernadete Ribeiro, completados no dia 11 de junho, e agradecemos publicamente o trabalho da Cláudia Alvarenga, que finalizou seu estágio em nossa área de Redação.

Leia aqui texto sobre a tia Deja escrito por sua filha, a diretora da Editora Ultimato, Klênia Fassoni.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *