Eliú continuou a falar. Ele disse:

“Jó, tenha um pouco mais de paciência, pois ainda vou lhe mostrar que tenho outras coisas a dizer a favor de Deus. Usarei os meus profundos conhecimentos para mostrar que Deus, o meu Criador, é justo. Tudo o que vou dizer é verdade; quem está falando com você é realmente um sábio…

Reflexão

Sinceramente, eu não queria falar mais sobre Eliú, o jovem colega dos amigos de Jó, que havia ficado recuado durante todas as trocas entre Jó e seus amigos. Numa devocional, eu não queria enfatizar o “negativo”. Além do mais, creio que já falamos mais que suficiente a respeito da mal compreensão que os amigos de Jó tiveram dele e o equívoco maior ainda deste moço, Eliú.

Mas não dá para para não falar. O tamanho da arrogância de Eliú é simplesmente demais. Não dá para engolir. Imagine dizer: “Usarei os meus profundos conhecimentos…quem está falando com você é realmente um sábio.” Não é demais?!

Mas pergunto: porque nós temos este texto? Qual foi o propósito de Deus em incluir tantos equívocos e tanta arrogância de pessoas assim na Sua Palavra? Dito desta maneira, só consigo pensar em uma coisa. Deus deixou esta conversa, como toda a Bíblia de alguma forma, para minha edificação e para minha exortação.

E por que eu preciso saber que alguém, que pensa que fala em nome de Deus, pode estar tão errado e tão arrogante? Ópa! Sabe onde estou querendo chegar? Eu preciso saber destas pessoas porque eu posso ser uma pessoa assim também.

Oração

Deus tenha misericórdia de mim! Mostre-me quem eu realmente sou e me molde conforme a sua imagem e a sua semelhança. Em nome de Jesus. Amém

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.