Por George Correa

O apóstolo Paulo, em 2 Timóteo 4.2 exorta e incentiva Timóteo a pregar a mensagem de Deus às pessoas, aos seus ouvintes. Somente a Palavra de Deus tem o poder de mudar e transformar o homem quando este reconhece que é um pecador e que necessita do perdão de Deus. A ordem de Deus para a igreja é pregar a Palavra. Onde estivermos, devemos ser testemunhas, anunciando a salvação somente pela fé em Cristo.

Nestes quase três anos de trabalho missionário entre os ribeirinhos do rio Purus, no interior do Amazonas, temos presenciado o quanto a Palavra de Deus tem o poder de mudar vidas. Nas reuniões realizadas em quatro comunidades, as pessoas têm vindo ouvir o evangelho dentro do barco, ou em uma escola ou na casa de um ribeirinho, e é muito interessante quando, após as reuniões, elas nos procuram com perguntas sobre a Bíblia ou querem saber mais sobre Jesus.

Já há alguns novos convertidos que estamos discipulando, ensinado sobre os primeiros passos da vida cristã. Na evangelização, além de criarmos relacionamento de amizade com os ribeirinhos, temos utilizado recursos para que a Palavra de Deus alcance os corações, doando Bíblias, ouvindo com eles a Bíblia em áudio e expondo a palavra de Deus nas reuniões evangelísticas, onde também cantamos louvores que expressam a Palavra e glorificam a Deus. Como nos lembra Ronaldo Lidório: “As estratégias evangelísticas jamais devem estar dissociadas da Palavra. Ao contrário, devem ser instrumentos para que a Palavra seja colocada diante de todo homem. Devemos lembrar que a Palavra de Deus e não a capacidade humana é que produz frutos”.

Certa vez, quando estávamos reunidos na casa de uma família, após a pregação, uma senhora disse de forma bem simples: “Eu já entreguei minha vida pra Jesus”, o que deixou todos surpresos. Assim, na frente de todos os presentes, aquela senhora declarou sua fé em Jesus e hoje tem servido a Deus juntamente com sua família.

Em outra ocasião, o professor de uma comunidade disse: “Nós ficamos felizes quando vocês chegam na comunidade para falar da Palavra de Deus para nós”.

Outro testemunho que nos inspira é o de um senhor conhecido nas outras comunidades como “durão” e sem paciência. Hoje ele tem dado ouvidos à Palavra e sem saber ler, passa horas ouvindo a Bíblia em áudio e reconhece diferenças entre o verdadeiro Deus e os falsos deuses. Sempre que chegamos na comunidade ele nos enche de perguntas sobre a Bíblia e tira algumas dúvidas. Por ser muito religioso, temos orado por ele e sua família e, em todas as oportunidades, apresentamos a ele a Palavra recebendo bastante atenção de sua parte.

Recentemente, tive o prazer de presentear um adolescente com uma Bíblia, incentivando-o a lê-la. Quero ajudá-lo no processo, pois ele não pode estudar na escola regular porque sua mãe tem medo que devido à doença (epilepsia) ele tenha crises e sua saúde fique pior. Minha esposa Gizelle também tem tido a alegria de falar da Palavra de Deus para crianças, adolescentes e mulheres das comunidades.

Cremos que somente por meio da palavra de Cristo é que as pessoas conhecerão a verdade, que é Jesus. A Deus toda a glória!

• George é pastor. Ele e sua esposa Gizelle são missionários entre os ribeirinhos do rio Purus, no interior do Amazonas.

 

Leia mais:
» A força missionária ribeirinha
» Projeto Rio de Esperança leva saúde para os ribeirinhos do Purus (AM)

  1. Antonia Leonora van der Meer

    Dou graças a Deus pelo ministério abençoado de George e Gizelle. Que Deus continue a usar suas vidas nas comunidades ribeirinhas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.