“Pois ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um e destruiu a barreira, o muro de inimizade, anulando em seu corpo a lei dos mandamentos expressa em ordenanças. O objetivo dele era criar em si mesmo, dos dois, um novo homem, fazendo a paz.” (Efésios 2.14-15)

O trecho e a imagem a seguir foram retirados do livro The Bible Through Asian Eyes, que retrata histórias do Antigo e Novo Testamentos, além de símbolos e datas cristãs importantes através de figuras.

 

Christ Our Peace | Jonathon T. Carpio

Paz, no sentido bíblico de Shalom, significa plenitude. A bênção, ‘paz para você’, é uma oração e promessa de plenitude e bem-estar que pode ser uma experiência humana por causa da graça e misericórdia de Deus.

 

Na Bíblia, a paz é fruto da retidão: “Até que sobre nós o Espírito seja derramado do alto, e o deserto se transforme em campo fértil, e o campo fértil pareça uma floresta. A justiça habitará no deserto, e a retidão viverá no campo fértil.” Is 32:15-16.

 

A justiça de Deus é um relacionamento comprometido e libertador com a humanidade, e nosso relacionamento comprometido e libertador com os outros constitui nossa justiça.

 

Justiça é a ação que expressa esse relacionamento e cria a paz.

A paz e a justiça são interdependentes e inseparáveis.

 

Harvey Perkins, Austrália [traduzido]

 

E você, leitor? Queremos ouvi-lo! Qual a sua forma de enxergar a paz e promoção dela onde vivemos? Compartilhe conosco – por meio de fotos, desenhos, textos ou poemas – suas impressões. Envie para cartas@ultimato.com.br.

 

Leia mais: 
» Um poema para o Dia Internacional da Paz
» Cultivando a paz em nosso coração | Estudo Bíblico

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.