Vestido com tangas, cocares na cabeça e corpo pintado com tinta de jenipapo, um grupo de indígenas pataxó dança e canta em sua língua materna ao som de maracás. Curiosos, os visitantes filmam e tiram fotos. Ao final, todos tomam açaí e comem beiju de mandioca, celebrando um ato religioso: a Santa Ceia. Foi assim o encerramento da celebração do nono aniversário da Igreja Indígena Pataxó, localizada na Terra Indígena Fazenda Guarani, no município de Carmésia, Minas Gerais.

Nos dias 19 e 20 de maio, sob a coordenação do pastor Izaías Hitoha Pataxó, irmãos e irmãs da Igreja Indígena Pataxó receberam cerca de cem pessoas para a celebração de mais um aniversário da igreja. Moradores da aldeia e caravanas de cidades como Viçosa, Ipatinga, Timóteo e Belo Horizonte, participaram da comemoração.

Clique aqui e continue lendo a notícia.

  1. Eric Dionisio

    Sensacional!
    Isso tudo fortifica minha fé!
    Queira Deus que me dê varias oportunidades de poder encontrar com alguns desses irmãos!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.