Igreja lotada no culto fúnebre do casal Cavalcanti

Os jornais de Recife informavam: foram sepultados no fim da tarde de quarta-feira, 29/02, os corpos do Revmo. Bispo Edward Robinson de Barros Cavalcanti e sua esposa, Miriam Cotias Cavalcanti, no cemitério Morada da Paz em Paulista, Região Metropolitana do Recife (PE). Os dois caixões foram levados no veículo do Corpo de Bombeiros.

Espremida no meio de muitos, eu participei do culto fúnebre na Paróquia Anglicana Emanuel, na Praça Dantas Barreto, em Olinda, onde me encontrei entre uma legião de amigos, parentes, representantes de organizações, o prefeito da cidade e fiéis de várias igrejas e denominações da cidade. Muitos vieram de outros estados para prestar homenagem a este tão querido casal. A mãe de dom Robinson, dona Geruza, de 92 anos, veio de União dos Palmares, Alagoas, para acompanhar o sepultamento do filho.

Cerca de quinhentas pessoas estavam no espaço com capacidade para trezentas pessoas. O calor era intenso. A cerimônia foi conduzida pelos bispos auxiliares Evilásio Tenório e Flávio Adair. Emocionados, os presentes cantaram e ouviram relatos bíblicos lidos pelos celebrantes. O Rev. Márcio José Souza Simões trouxe uma bela mensagem. Ele disse que mesmo nos trinta anos que trabalhou como bombeiro, nunca tinha sido tão comovido e impactado por uma tragédia. Falou sobre a vida dedicada do bispo Robinson em movimentos, no ensino universitário, em livros e artigos e pelas Dioceses Anglicanas pelo Brasil das quais, segundo ele, haviam sido todas visitadas pessoalmente pelo bispo. Também foi lida a mensagem enviada pelo Arcebispo de Cantuária, Rowan Williams.

Miriam Cavalcanti foi muito elogiada durante a mensagem. Olhei em volta de mim e vi que não eram poucas as mulheres vestidas com a camiseta do ministério feminino da igreja. Antes dos caixões serem levados para o cemitério, este grupo de mulheres cantou uma canção com muita emoção. Uma participante do grupo nos contou depois que esta mesma música seria cantada no mesmo dia e horário em um ensaio dirigido pela própria Miriam. Robinson e Miriam eram muito amados e suas ausências serão sentidas profundamente em Olinda, Recife e outras cidades.

O culto terminou com a benção que dom Robinson gostava de dar. Todos falaram juntos: “Portanto irmãos e irmãs, vamos na paz de Cristo, sejamos fortes e corajosos no testemunho do Evangelho entre todas as pessoas, sirvamos ao Senhor com alegria! No poder do Espírito Santo! Aleluia!”

___________________
Alison M Worrall mora em Recife (PE) e é representante da Rede Mãos Dadas no Nordeste.

  1. Só uma pequena correção:

    A bela mensagem foi ministrada pelo Rev. Luiz Souza de França – amigo desde a adolescência do Dom Robinson. O Rev. Márcio Simões dirigiu a cerimônia juntamente com os bispos auxiliares.

    Muito obrigado a todos que fazem a Ultimato!
    Que Deus vos abençoe!

    Rev. Henrique Lacerda
    Diocese do Recife

  2. Foi uma fatalidade lastimável. Fui pego de surpresa ao chegar ao Recife na segunda-feira pela manhã com a noticia, meu cérebro demorou a processar. Fica a vida desse que foi corajoso e precisamos de homens de coragem.

    Joelson Gomes
    *Editor do Departamento de Publicações da ALIANÇA Congregacional;
    *Diretor do Seminário Congregacional em João Pessoa/PB

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.